terça-feira, 15 de março de 2011

Pretty Little Liars 1x21: Monsters in the End


Hora de o quebra-cabeças começar a se ajeitar na confusão de pistas de Pretty Little Liars.

Semana passada eu avisei a todos que era bom estarmos preparados para as emoções dos dois episódios finais de Pretty Little Liars e o momento chegou. Não foi nada como eu esperava, mas até que valeu a pena, por alguns detalhes.

Continuo achando que é enrolação de mais e história de menos, mesmo para uma série de suspense como essa. Alguma hora as coisas precisam se encaixar e fazer sentido, ou então, teremos perdido preciosas horas de nossas vidas. Repito que não descobriremos quem é a –A. Não faria sentido revelar o grande mistério quando se pretende fazer outra temporada, mas teremos alguma coisa nesse sentido, nem que seja uma falsa - A, flagrada do no lugar na verdadeira. Para quem já leu os livros acho que está muito claro que os roteiristas não pretendem mudar a identidade de - A e se o fizerem ficarei muito surpresa.

Por enquanto, verdade seja dita, é tudo especulação minha e pode ser que as coisas tomem rumos inesperados. Porém, se tem uma coisa que eu gostaria que fosse mantida é essa descoberta do casinho entre Aria e Ezra. Meu Deus, como demorou! Os dois estão sempre de olhares e conversinhas estranhas na escola, mas ninguém suspeita de nada, mas agora resolveram colocar na série o primeiro policial a fazer algo útil e a gente agradece. Tomara que tudo acabe num escândalo bem grande.

Sobre Emily e Paige juntas, já afirmo que gostei mais da loirinha que apareceu agora. Desconfio que Paige tenha entrado na série para ser uma vilã e mudaram de ideia no meio do caminho. Deu nisso aí. Um casal que ninguém aceita e não é por ser homossexual, é porque a garota é maluca mesmo.

O drama entre Hanna e Calleb acabou virando uma coisa fofa. Estão tentando nos mostrar que, no fundo, ele não é tão ruim assim e se até a sogrinha aprovou, Hanna deveria dar outra chance. Aliás, isso teria acontecido se Mona não tivesse infringido a lei ao abrir correspondência de outrem e jogado a cartinha de amor no lixo. Se eu já não gostava dela, agora piorou ainda mais.

E Spencer, como já havia dito em outros textos, roubou a cena de vez. Não fosse a trama dela teríamos muito pouca ação na série. Todo aquele lance do parque de diversões foi meio bobo e ninguém teria medo daquilo, mas o importante é ficar de olho nos suspeitos. Ian, Mona e Jenna. Os três poderiam estar envolvidos no caso.

O mais importante, no entanto, é ver Spencer dar um tapa na cara da sociedade, assumindo o rolo com Toby na frente de todo mundo. Achei ótimo e não esperava que fosse acontecer, de verdade.

Sobre a pista encontrada pelas meninas, mais uma vez, não disse grandes coisas, mas pelo menos Toby foi tirado da lista de suspeitos de uma vez por todas. A única coisa que realmente dá para saber é que a morte de Alisson envolve mais elementos, mistérios e mentiras do que podemos cogitar.

Comentários
1 Comentários

Um comentário:

YuRii disse...

DISSE TUDOOOO


Sobre Emily e Paige juntas, já afirmo que gostei mais da loirinha que apareceu agora. Desconfio que Paige tenha entrado na série para ser uma vilã e mudaram de ideia no meio do caminho. Deu nisso aí. Um casal que ninguém aceita e não é por ser homossexual, é porque a garota é maluca mesmo.

CONCORDO DEMAIS!!!!!!!
PAIGE É UMA LOUCA, nem combina com a emily