terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Pretty Little Liars 1x16: Je Suis Une Amie


Alguém aí entende Braile?

Mais uma vez, começo a falar de Pretty Little Liars pelo fim, mas a culpa não é minha. O problema é que eu simplesmente não sei o que Jenna escreveu nesse papelzinho e nem tentando interpretar eu tive muito sucesso. Pelo que entendi um dos sinais representa que a mensagem é numérica e os números seriam 2, 1 e 4. Infelizmente, encontrei tabelas do alfabeto Braile controversas e por isso, não tenho ideia se fiz certo ou não. Conto com a ajuda de algum especialista de plantão, porque de acordo com meus vastos conhecimentos, a mensagem poderia estar de ponta cabeça e eu sequer saberia.

Mas chega de especular sobre essa mensagem secreta e vamos falar do episódio que, mais uma vez, não foi lá essas maravilhas. Pretty Little Liars é uma série evasiva, mas como nós somos curiosos, nos prendemos a ela. Quando digo evasiva, quero expressar apenas que o conteúdo está sempre fugindo de foco. É um entra e sai de personagens sem fim e nenhuma história ganha relevância suficiente para nos cativar, quero dizer, quase nenhuma.

As que ganham, como a de Lucas, simplesmente somem. Agora o pretendente potencial de Hanna é o tal Calleb, estranho e sem sal. O ator que interpreta Lucas fez um excelente trabalho. Nos fez gostar dele e agora não aceitamos direito que as coisas estão mudando.

Porém, sempre há esperança, ou vocês acham que a saída de Maya e o retorno de Toby não são por causa do apreço do público? Maya vazou e já não era sem tempo. No lugar dela, ganhamos Paige e todas as cenas molhadas de Pretty Little Liars. È cena na piscina, no chuveiro e na chuva. Uma molhadeira sem tamanho. O estranho é a bipolaridade de Paige. Episódio passado ela quase afogou Emily e agora está nessa vibe suicida? Vem muita coisa por aí e podem esperar que Emily vai se apaixonar e ser expulsa da equipe de natação por “atacar sexualmente” a colega. Paige não dará ponto sem nó.

O caso com Toby agora vai mudar. Já que Emily é lésbica mesmo, porque não juntá-lo com Spencer? Quem sabe assim ela esquece os bofes da irmã grávida e arruma o primeiro namorado realmente interessante na trama, não é?

Lógico que a encrenca entre Aria e Hanna iria estourar logo, mas não entendo o drama. Poxa, todas sabem que –A está a solta e quer mais colocá-las umas contra as outras, porque não deixar passar essa “traição”? Mais honestidade entre as meninas também viria a calhar.

Porém, nada (NADA) foi mais chocante do que a revelação de os pais de Aria têm amantes. Um absurdo um casal se trair a si mesmo enquanto si próprio. Se fossem meus pais, nem sei o que eu faria, porque convenhamos, deve ser muito difícil saber que seus pais vivem em pecado, de agarração descarada em bibliotecas escolares.

Comentários
4 Comentários

4 comentários:

Isis Accioly disse...

Ah eu bem que gostava do antigo namorado da spencer (que o Diego Boneta interpretava, só que eu gostei muito da possibilidade Spencer mais Toby pq eles são meus queridinhos na série.
A Hannah me dá nos nervos de vez em quando, gosto muito dela mas essa atitude 'eu não tenho escolha' cansa.
E o Lucas realmente tinha que voltar eu aaaamava ele, ele era o segundo homem mais interessante da série, o primeiro lugar ficava com o Toby. A pena que a lista acaba por aí mesmo. PLL não possui um elenco masculino cativo.

Achei estranho esse medo que o Toby tem da Jenna. Não deve ser só por causa da ex-relação muito amigavel deles, sei lá.

E eu também estou mt curiosa para saber o que aquela mensagem significa, vamos esperar que o próximo episódio nos traga essa resposta.

YuRii disse...

concordo com o que vc falou de "evasiva", foge do foco mesmo, mas esta me prendendo hehe, boa serie, fico sempre curioso..
otimo blog! ta de parabéns,
visite o meu!

http://xxxsibucksxxx.blogspot.com/

;)

Anônimo disse...

Maya sumiu, Alex sumiu, Lucas sumiu, o irmao da Alison sumiu hahahah 'e entra e sai de personagens sem dizer ou explicar nada que at'e me choca hahaha mesmo assim, vamos ver at'e onde vai n'e

Anônimo disse...

olha, se eu visse meu pai de caso com a minha mãe, meus olhos queimariam e minha cabeça explodiria. seria bem bizarro.