terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Mad Love 1x01: Pilot


Se você gosta de comédias ao estilo de How I Met Your Mother, Mad Love pode estar na medida exata.

Sitcoms em que um grupo de amigos vivem situações engraçadas em busca do relacionamento perfeito não são exatamente uma novidade. Na verdade, séries assim são um baita clichê, mas vira e mexe mais uma sai do forno por um simples motivo: elas pegam o público de jeito.

Apostando nessa fórmula, a CBS estréia Mad Love, comédia sobre um quarteto de Nova Iorquinos que se conhecem por caso. Dois se apaixonam à primeira vista, enquanto seus amigos entram numa briga sem fim, que esconde o simples fato de que eles combinam muito mais do que aceitam admitir.

Em Mad Love não há desconhecidos. No elenco temos Jason Biggs, que todos conhecem de American Pie. Ele interpreta Ben, um advogado cheio de ideais românticos sobre o amor, que não pensa duas vezes ao dispensar a namorada para correr atrás de Kate, vivida por Sarah Chalke e outra velha conhecida do público, tendo atuado em Scrubs e How I Met Your Mother.

Porém, os dois melhores personagens ficam por conta de Tyler Labine (que atua como narrador da história) e Judy Greer. Ele é Larry, colega de trabalho de Ben e um cara completamente sem noção, que tem longa experiência em segurar vela nos relacionamentos do amigo. Ela é Connie, colega de quarto de Kate que trabalha como babá e sempre acaba servindo como apoio sentimental. A química entre os dois funciona muito bem e o conflito constante adiciona bons elementos de humor à trama.

Como em todo Piloto, há acertos a fazer e é preciso dar um desconto. Leva algum tempo para que o elenco encontre afinação, mas Mad Love não decepciona e tem potencial a desenvolver. Eu sei que essa é uma frase obscura para descrever a qualidade de um episódio, mas acreditem, em se falando de comédias, isso quer dizer que as expectativas são boas para o que vem por aí.

E se você, assim como eu, não conseguir tirar da cabeça que Mad Love parece com How I Met Your Mother, não se esforce muito, porque a comparação não é descabida. Só espero que eles consigam ser tão carismáticos como a série de Ted, Barney e Cia já foi um dia.

Comentários
3 Comentários

3 comentários:

Tiago VC disse...

Concordo Camis, pra mim tb imagem de HIMYM veio na hora, mas acho que tem potencial.

O Larry e a Connie funcionam muito bem!

i disse...

eu gostei muito do episodio (:

Tiago VC disse...

Concordo Camis, pra mim tb imagem de HIMYM veio na hora, mas acho que tem potencial.

O Larry e a Connie funcionam muito bem!