quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Community: Season 1

“Você precisa dar uma chance para Community”. De tanto ouvir esse comentário eu cedi à pressão e o resultado dessa minha maratona você só descobre lendo esse texto na íntegra.

Eu tinha raiva de Community. Juro. Nunca tinha visto e desgostava só para ser do contra e porque eu não admitia ver gente falando que a série da NBC superava Modern Family. Todo mundo sabe que nada supera Modern Family na minha lista e no meu coração e só para não continuar trollando sem saber direito o motivo, lá fui eu, com maior má vontade, ver a 1ª temporada de Community.

Eu tinha certeza de que ia odiar, achar o roteiro fraquíssimo e as piadas dignas de Zorra Total. O episódio Piloto, contando a história de Jeff Winger (Joel McHale), o advogado metido a fodalhão que precisa entrar para a Faculdade Comunitária porque seu diploma é falso, não me parecia muito promissor. Achei tudo meio forçado, mas fui em frente, com a garantia de muitos de que a coisa melhorava bastante. Era verdade.

Depois de ver os quatro primeiros episódios eu soube que Community não apenas tinha potencial e um elenco muito bom, mas era também uma comédia da melhor qualidade. Devorei (tal qual Caetano a Leonardo DiCaprio) a primeira temporada em três dias. Emendei com a segunda e em menos de uma semana eu já estava em dia com a série, esperando ansiosa pelas quintas-feiras.

O que me surpreende é saber que muita gente que se diz fã da série, considera a primeira temporada instável. Discordo completamente. Community teve um inicio lento, mas de modo geral, mantém o alto nível em praticamente todos os episódios.

Dentre os personagens geniais, meu favorito é Señor Chang (Ken Jeong). Esse cara fica simplesmente possuído pelo espírito de El Tigre e é destaque absoluto sempre que aparece, mesmo que não seja muito. Para mim, Señor Chang funciona melhor assim, em pequenas doses, assim como o bizarro Reitor Pelton (Jim Rash).

É claro que também amo a dupla formada por Troy (Donald Glover) e Abed (Danny Pudi). Aliás, tem como não amar? Impossível não adorar cada cena deles, sempre em ótima sintonia, cantando o Rap da Biblioteca e fazendo as mais incríveis referências Pop, especialmente sobre cinema e TV.

Também gosto das esquisitices de Pierce (Chevy Chase), seus comentários de cunho sexual e as piadas que nunca dão certo. As personagens femininas não me são tão queridas, mas acho que Britta (Gillian Jacobs), Annie (Alison Brie) e Shirley (Yvette Nicole Brown) têm seus momentos também. Para ser honesta mesmo eu sou fã de todos eles. Esse elenco tem um entrosamento muito bom e isso só aumenta com o desenvolver da temporada.

Entre meus episódios favoritos estão ‘Debate 109’ e ‘Interpretetive Dance’. No topo da cadeia alimentar está o fantástico ‘Modern Warfare’ que é, provavelmente, um dos melhores episódios de comédia que eu já vi na minha vida.

Por tudo isso, eu virei fã de Community. Fã louca, xiita e defensora da série, que é mesmo injustiçada pela crítica e pelas premiações. Não sei se vou dizer que é melhor que Modern Family, mas direi que gosto das duas e quase rola um empate.

Para quem ainda não viu, chegou a minha vez de dizer a frase que abre essa review: Você precisa dar uma chance para Community. É muito provável que vá te surpreender.
Comentários
12 Comentários

12 comentários:

Anônimo disse...

é isso ai camis! community é mto boa. nao consigo acreditar como tem gente q nao gosta, mas se teve gente que gostou até de the event né. rsrs

Marcus Cramer disse...

Aeeee finalmente! O ruim pra vc é se apegar agora que a série tá com alto risco de cancelamento. É triste saber disso, enquanto várias comédias ruins como Shit My Dad Says e Mike e Molly fazem sucesso.

Luiz disse...

Não acredito que vc não tinha assistido community!!!! é sensacional!!!! legal, teremos agora seus comentarios de cada episodio...bom esperamos até o proximo episodio!!!!!

Luiz disse...

Não acredito que vc não assistia community!!!! é sensacional!!!! bom pelo menos agora teremos a honra de seus comentários a cada espisodio....bom agora só esperar pelo proximo episodio!!!

Mari Bisonti disse...

Não sei se meu grito fez alguma diferença, mas eu fiz parte desse coro que pedia para você dar uma chance a Community, aliás, todos deveriam fazer isso, principalmente a audiência americana e os velhos da academia.
Community é uma série tão original e cativante, eu pelo menos, me apeguei muito a Greendale e ao grupo, que realmente tem um entrosamento incrível.
Espero que a NBC saiba da qualidade da série e de que existem fãs pelo mundo todo, para manter por muitos anos.

Anônimo disse...

YYYeeeeessss!!!

Estava faltando mesmo as resenhas da melhor série de comédia da atualidade

Destaco também os episódios da 2a temporada: Epidemiology (a.k.a ataque zumbi), Basic Rocket Science e, claro, o episódio de Natal...

Anônimo disse...

Falando em "Shit My...", também tem o "@oldwhitemansays" de Anthropology 101 (estréia da 2a temporada)

Anônimo disse...

uhul o/

Leandro Rodrigues disse...

Vi o piloto e mais 2 episodios e não gostei, se você deu uma chance e gostou, talvez, valha a pena mesmo, vou dar aquele double-check nisso ai.

Anônimo disse...

Agora você só precisa dar uma chance pra 90210 Camis. Aproveita que está em hiatus e assiste, ia adorar ler suas reviews sobre a série, que deixa Gossip Girl no chão hoje em dia. Os primeiros 4 episódios são os mais clichêzinhos, mas depois começa a ficar muito bom. Assiste por favor ):

Jose Antonio disse...

Uffa. Agora posso iniciar 2011 com a sensação de que o mundo está girando para o lado certo. Digo isso porque era meio estranho imaginar um mundo no qual você, nossa embaixadora das séries internacionais no Brasil, não acompanha Community. hahahaha
Confesso que tinha medo no início de me apegar mais à série e deixar Modern Family de escanteio. Ainda bem que meu coração é grande e tem espaço para todos! hahaha

Leo disse...

Uma das cenas mais engraçadas que eu já vi em uma comédia foi aquela deles na aula de navegação. PUTA QUE PARIU!! Eu não conseguia parar de rir um minuto. Começo a segunda temporada assim que possível. Dei uma chance a Community, e, porra, que sorte a minha!