sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Life Unexpected 2x03: Criminal Incarcerated

Sei que o episódio era de Life Unexpected, mas estou até agora pensando em Dawson’s Creek.

Isso deve ser coisa de viciado em série porque eu não consigo ver um ator e não lembrar de trabalhos que ele fez no passado. Talvez por isso, assim que Dylan Neal apareceu, minha cabeça começou a martelar Dawson’s Creek e não parou mais. Aí vocês, que nunca viram a série e, portanto não fazem ideia de que diabos eu estou falando vão perguntar quem é esse tal Dylan e porque tanta obsessão. Pois bem.

Acontece que Dylan é Doug e Doug é irmão do Pacey (aquele de Fringe) e Pacey é amigo de Jack e Jack é gay e Jack termina a série com Doug que também é gay e em Life Unexpected faz o cliente de Baze e os dois jogam golfe na mesma cena em que Jack, que agora é Ryan, está. Aí eu logo pensei que um dia os dois foram um casal e minha cabeça entrou em parafuso. Entenderam alguma coisa? Melhor deixar para lá.

Fato é que, por culpa de Jack, eu nunca serei capaz de olhar para Ryan e acreditar completamente que ele seja heterossexual, mas isso também não tem a menor importância aqui.

Deixando toda essa epifania de lado, (que não foi causada por pães de banana com maconha, ao contrário do que vocês devem estar pensando agora) falarei do episódio, que foi bom como sempre. Life Unexpected nunca me decepciona e entrega exatamente o que espero. Uma série leve, açucarada, com conflitos familiares leves e gostosos de ver.

Tivemos a volta de Jones e das cagadas de Lux. Confesso que gostei de vê-los juntos e acho que o casal combina bastante. O lance das colas, lógico, chegou um nível acima na escala da idiotice, mas eu devo dizer que marcar provas é sacanagem pura. Que tipo de escola é essa que exige que seus alunos aprendam de verdade?

Como sempre, essa trapalhada de Lux gera caos entre Cate, Baze e Ryan. Ainda mais com Paige na equação, para tentar nos enganar que Lux, além de não saber colar não sabe roubar a carteira da mãe. A descoberta da verdadeira esperteza de Lux foi outra coisa legal. Math acaba mostrando a grande verdade sobre ela e agora, é só correr atrás do prejuízo de forma mais honesta. Ou não. Quando tiram Lux dessa vida bandida no submundo da cola, começa o caso de pedofilia. Com Bug fora de cena será que vai ser mais fácil para ela escolher entre Jones e Eric? Vem drama por aí.

Aliás, vem mesmo, porque Paige foi morar na casa de Baze e isso tem potencial de coisa que não vai prestar. Entre os momentos hilários do episódio, preciso citar Cate alucinógena. Juro que fico super feliz em ver que nos Estados Unidos não tem esse preconceito bobo com maconha. Toda série que eu assisto, eventualmente, apresenta uma versão de pães e bolos herbais, por assim dizer. Mas de fato, essa receita com banana deve ser interessante, digo, vocês viram o que fez com a Cate né? Um absurdo. Longe de mim querer experimentar.
Comentários
3 Comentários

3 comentários:

Mari Bisonti disse...

Ahaan..Longe de você querer experimentar..Tô ligada nos componentes das coxinhas da fábrica de coxinha do seriadores anônimos, basta ouvir um podcast qualquer para perceber..
Eu achei que Life Unexpected não ia durar muito, e estou feliz de estar errada.

soserie disse...

Adorei a volta de Jones, quero ele e Lux junto. Acho que Baze e Paige juntos não vai prestar, isso vai aumentar ainda mais a distância entre ele e Cate.

Visitem: http://soserie.wordpress.com

Vânia disse...

Ainda bem que eu não assisti Dawson’s Creek estou livre desse seu drama Camis...kkkkkkkk
Gostei que o Jones voltou, pena que a Lux é torduado e já pisou na bola com ele.
Agora Cate doidona foi bem engraçado.