terça-feira, 24 de agosto de 2010

True Blood 3x10: I Smell a Rat


A lista de presenças bizarras de True Blood só cresce. Vampiros, transmorfos, lobisomens, fadas, bruxos e panteras. Todos presentes? Então podemos começar.

Que festival de novas criaturas é esse, minha gente? True Blood daqui a pouco vai nos apresentar seus outros integrantes: coelhinho da páscoa e papai Noel. Pelo menos Jason ficará feliz.

Nos enrolaram por dez episódios pra mostrar tudo de uma vez em um só, mas nem tudo era novidade, propriamente dita. Sookie é uma (sa) fada e isso é uma droga. Até ela sabe disso. Surpreenderia-me se alguém ainda dissesse que ficou chocado com essa revelação, depois de tantas dicas óbvias.

O mesmo digo a respeito de Lafayette. Ele tem toda a pinta de pai de santo, vuduzeiro, macumbeiro e afins. Para completar, entra na viagem astral com o menino Jesus e os dois se descobrem herdeiros de bruxaria.

Crystal uma mala sem alça, mas vai integrar o elenco da nova versão de As Panteras. Acho que eu já tinha comentado aqui que ela deveria ser algum tipo de felino, mas sei lá, pensei numa coisa mais estilo Juma Marruá virando onça no Pantanal. Sim, essa é uma referência novelística muito antiga e sinto muito se você perdeu a pérola da mulher onça na TV brasileira. Honestamente, sou mais a Juma. Ela jamais permitiria que seu pai a socasse daquela maneira, mas pensando bem, Crystal é tão chata e imbecil, que é bom vê-la apanhar com força.

Gostaram dos flashbacks cheios de gel do Sam? Mostrando porque ele obteve a alcunha de boi BANDIDO, na temporada passada. Se soubéssemos dessa antes a piada teria sido de maior efeito.

Ainda no assunto de cães e gatos, que faz True Blood parecer um grande documentário de veterinária, tive ganas de colocar aquele irmão do Sam na focinheira. Como assim, morder o Hoytt? Abusado. Os poucos momentos de Jessica foram cheios de carisma e adorei ver o casalzinho unido novamente.

Fiquei tensa ao ver Tara (da) partindo pra cima de Jason. O coitado matou Eggs, mas não merece ficar com a Tara (da) como punição. Aliás, ninguém merece isso. O choro, os lamentos e a depressão dessa mulher estragam a série. No mesmo patamar está Arlene. Aquela vozinha fina e estridente é difícil de agüentar, ainda mais quando ela pede conselhos sobre aborto. Nem preciso dizer (mas vou) que a nova garçonete vai se revelar alguma coisa a mais. Será ela a bruxa que irá ensinar Lafayette a transformar pessoas em sapos? Só não vale se for o Sam, porque aí é muito fácil. Já o menino Jesus aprenderá truques como multiplicar pães e peixes e transformar vinho em água. Qualquer semelhança com fatos reais é mera coincidência.

Nosso querido e estimado Ronaldo Ésper continua fugitivo depois do roubo do vaso. Algo me diz que ele nunca mais deixará aquela compota novamente. E mostrando que drama é seu forte, enfia a estaca (nos dois sentidos) no homem piranho que pegou na rua, chorando apoteóticas lágrimas de sangue.

O lance da confiança entre Sookie e Bill está chato. Ali tem coisa, é claro e Eric quer mais é provocar. O melhor é ver Sookie fazendo jus à fama de (sa) fada. Foi toda trabalhada na falsa inocência para tirar proveito de Eric, que não se faz de rogado e ainda paga de apaixonado. Só uma coisa irritou nesse final. Sookie consegue realizar o desejo de 10 entre 10 mulheres e ser presa no calabouço de Eric e ainda acha ruim. Ok. E a Luz, minha filha? Tire a varinha de condão do bolso e abra logo o maldito cadeado.



Comentários
9 Comentários

9 comentários:

Brener disse...

Hahaha, adorei a Review! True Blood está, realmente, se tornando em um circo de horrores. Muitas criaturas saindo do armário e nos deixando mais curiosos a cada episódio. Crystal não pode ser uma metamorfo, ela tem que ser algo mais, uma outra espécie! Afinal o pai dela ficou indignado por ela ter se misturado com um metamorfo, nosso querido Sam. Bom, agora só temos mais dois episódios ... reta final. O que significa que Alan Ball vai ter que colocar os próximos episódios em chamas!

Dan Artimos disse...

Camis... Holly já disse o que é... Ela é Wicca... e o Sam deixou claro qeu não quer manifesto religioso dentro do Merlotte's rsrsrs

não consigo ficar sem ler seus posts... sempre diretos e hilários...

diogp disse...

Camis, auhhauahuahahauhauahuahua.

Vc continua inspirada. Tah mais divertido ler o seu post doq assistir ao episódio. E claro q a Sookie é (sa) fada, ela é descendente de estupradores alienigenas.

João Paulo C F Longo disse...

Como eu odeio, odeio e odeio a Crystal. Tomou da Tara o posto de personagem que merece uma morte lenta e sofrida. Alan Ball deveria fazer adaptação dos livros, não criar personagens, coisa que ele não faz muito bem.

Alguém se importa com as historinhas do Sam? Só aceito os flashback do Eric porque são toscos por essência.

Maryann foi o top da temporada anterior e agora Rei Ronaldo Ésper é a estrela mor da série. Não sei se o personagem é muito bom ou se o resto do elenco está muito chato (tirando a querida Jessica e o Eric + sua cria :).

jorge disse...

bem que o nerd loser flw. os seus comentarios sao a melhor coisa de true blood!

Ananda disse...

Hahahahaha Tara(da) é ótima! Também não aguento mais ela. Fiquei na esperança do Franklin transformar ela em vampira, o plot seria muito mais interessante. Imagina os dois juntos??

SEDD disse...

oq fica chato em tanto humor e falaçao d review é q os coments, todos eles, ficam com "babaçao de ovo" em cima da moça(camis),pow gente é dahora sim os reviews da moça eu particularmente adoro, mas ver os eps das series com tanto olhar analitico nao tira um pouco da graça?Eu prefiro aproveitar oq me é passado pelo autor, e assistir, do que fazer tanta analise......mas enfim.....Sei lah o povo anda muito "maria vai com as outras"...todos falam mal da Tara agora,pow,vcs nunka tiveram nenhuma mudança na vida?
Mas camis continua na força aewww,viu soh sem "babaçao",kkkkkkkkkkkkk!!!!Tara ainda é minha preferida!!!!

tatiregadas disse...

Camis, acho que só continuo a acompanhar essa temp de True Blood para depois correr aqui e ler seu post! Esse foi o 10º eps e eu ainda estou com aquele felling de 'e aí, meu povo? essa temporada anda ou não?'.

Ao descobrir que era fada, a Sookie só não teve uma pior reação que a minha...ô história caída essa das fadinhas saltitantes.

A Jessica continua protagonizando os meus momentos favoritos. E pelo menos aquele pitbull mala do irmão do Sam serviu para unir a vampirinha e o Hoytt através do sangue! \o/

Bjss

Mariana disse...

Essa review me divertiu muito mais do que esse episódio de True Blood. Apesar de tantos acontecimentos, não sei por que, achei tudo meio boring..Quase durmo no good trip do menino Jesus e Lafayette..