quarta-feira, 5 de maio de 2010

House 6x19: The Choice

O tão aclamado episódio musical de House não foi tão musical assim. Teve karaokê , mas não passou disso, completando mais uma das homenagens à Glee. Na verdade, foi muito bom que os roteiristas não focaram nisso, pois o caso da semana tinha muito mais a oferecer.

Sabe aquelas cenas de filme, quando, na hora do sim, o noivo ou a noiva ficam sem voz? Pois é. House começa exatamente assim e já é de se imaginar que não seja apenas paúra de compromisso.

O melhor de tudo é saber que tampouco é só uma doença bizarra. A história de Ted esconde detalhes ainda mais interessantes do que seus sintomas, isso porque ele é um gay recuperado. Aliás, seria mais correto dizer “curado”, como ele mesmo prefere chamar. Sempre achei esse tipo de coisa curiosa e me pergunto o que leva uma pessoa a tentar negar a própria natureza. O episódio segue nessa toada, sem, no entanto, trazer alguma conclusão.

A mentira, seja ela feita para si ou outros, permeia a trama de House, que usa Thirteen para o debate sobre homossexualidade e Taub, sobre o impacto da verdade num relacionamento.

Inclusive, é preciso dizer que ver Taub sendo encurralado por House é um dos pontos altos. A implicância pode parecer maldade, mas está escondendo zelo. House nada mais quer do que salvar o casamento de Taub, que sinceramente, não sei se vale a pena ser resgatado.

Wilson pagando todos para levar House para passear é de um desespero completo. Depois dessa, ele deveria deixar o amigo ter suas noites com a namorada sem causar mais problemas, porém, não é assim que House age.

Para completar, Cuddy recebe a verdade na lata. A última coisa que House quer é ser amigo dela. Nem eu esperava por essa a essa altura do campeonato. E um fato preocupante: o vício em Vicodin e analgésicos se foi, mas parece que a bebida está ocupando a vaga. Que o digam os lençóis de foguete de Stephan.
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

F. disse...

Os comentários de Gossip Girl ? hoje ainda? já viu o ep. ?