sábado, 22 de maio de 2010

Fringe 2x23 (Season Finale): Over There, Part 2

A tão aguardada Season Finale de Fringe chegou e agora tudo faz sentido.

Não é à toa que Fringe se tornou minha série favorita. No começo eram muitos mistérios e aleatórios demais para me prender, mas valeu a pena seguir em frente para me deparar com um universo maravilhoso. Sou só elogios para essa 2ª temporada, que saiu do lugar comum, abandonou o esquema de casinhos semanais e frieza de antes para ir além no aprofundamento psicológico da série.

Como eu tenho dito, esse é o fator determinante para o grande sucesso dessa temporada que mostrou mais ainda todo o talento de John Noble. Jamais esquecerei da sensibilidade tocante de ‘White Tulip’ e de cada momento dramático dos personagens, que se tornaram íntimos do público.

Nesse final de duas partes vimos um show de pequenos detalhes perfeitamente encaixados. Isso sem falar nas inúmeras possibilidades para a 3ª temporada, que esperarei ansiosa, sem dúvida.

A causa de tudo o que já vimos até agora tem nome: Walter Bishop. Por isso, não é de espantar que ele sempre soubesse de cada bizarrice de Fringe. O mítico William Bell, que sempre apareceu muito pouco, ganhou destaque e veio para explicar sua verdadeira função na realidade alternativa.

Assim como Peter, só existe um William Bell e ele está do outro lado para ajudar a combater as consequências desse seqüestro, que devastou aquele mundo de forma impactante. Enquanto do nosso lado pouco acontece, por lá há áreas extensas de danos causados por essa viagem e toda a esquisitice que sempre nos assombrou é um modo de infiltrar os aliados de Walternativo por aqui.

Aliás, o grande objetivo dele é usar o próprio filho numa vingança sem precedentes. E o evento que os Observadores querem tanto evitar é a destruição completa de nossa realidade. O problema é que, segundo algumas pistas deixadas por eles ao longo da série, o fim do mundo, por assim dizer, não acabaria apenas com um lado. Os dois teriam de desaparecer, tecnicamente falando.

Um dos fatos curiosos foi saber que o próprio Walter pediu que o amigo William Bell, retirasse pequenos fragmentos de seu cérebro. O homem que conhecemos, atrapalhado e cheio de carisma não seria o mesmo se tivesse a capacidade mental completa. O que teríamos seria apenas outro Walternativo, frio e vingativo.

Para aqueles que já tinham perdido as esperanças, a declaração de amor de Olivia para Peter aconteceu. Realmente fiquei surpresa, já que o romance não é exatamente o foco de Fringe, mas admito que gostei desse detalhe, que acrescenta ao tom intimista que a série vem ganhando.

A troca das Olivias foi bastante óbvia. Eu já imaginava que isso fosse acontecer, embora eu goste de tudo o que vem embutido nessa trama. Peter e Walter voltaram para casa e não vai demorar até notarem que Olívia não é exatamente a Olívia que conhecem. Sou capaz de apostar que a pequena Ella será a primeira a notar a diferença.

O interessante é que, estando desse lado, ela poderá perceber qual é o lado da razão e escolher por quem irá lutar. A máquina de escrever já está repassando as missões e essa guerra de Walters está apenas começando. Agora é aguentar a expectativa até o momento do retorno e torcer para que Fringe faça uma 3ª temporada ainda melhor.
Comentários
11 Comentários

11 comentários:

Caio Cesar disse...

Fiquei com medo que Fringe se tornasse uma série policial com apenas os casinhos da semana, mas meu medo durou apenas alguns episódios. Os roteiristas souberam não deixar a mitologia fringe de lado, trouxeram casos da semana que de um jeito ou de outro se ligavam com a essência da série, vide White Tulip, prendendo os fãs intimamente aos personagens.

A season finale deixou N possibilidades para a terceira, acredito que logo nos primeiros episódios a olivenate será descoberta.
Já a declaração da Olivia foi melhor do que eu temia, até me emocionei, só o Peter que pareceu um manequim.

Bom, the game is on.

Hadriel disse...

"No começo eram muitos mistérios e aleatórios demais para me prender, mas valeu a pena seguir em frente para me deparar com um universo maravilhoso."

Acho que essa sua frase define todos que continuam assistindo Fringe. Quem não largou a série na primeira temporada, que não é ruim, mas não chega perto da qualidade dessa, esta vendo que valeu continuar assistindo a série. A melhora de uma temporada para outra é incrível

A troca das Olivias, só percebi mesmo quando rolou aquela explosão no final. Acho que foi ali que ficou bem óbvio que a troca aconteceria. Quero muito ver a Olivia do outro universo vai se comportar nesse. Acho que em algum momento ela pode ficar em dúvida quanto a lealdade dela ao outro lado afinal, se ela tiver algo de semelhante com a Olivia desse lado, eu não consigo vê-la trabalhando para destruir um universo apenas por que ela foi mandada.

Ananda disse...

Adorei esse season finale!! Muito bom!A troca de Olivias ficou mesmo bastante obvia, mas foi boa para perceber que Walternativo é bem mais cruel do que imaginava!!!Gostei também do clima Olivia-Peter! Finally. Achei que só com uma invasão alienígina a lá Arquivo X para rolar um beijo!!Estou anciosa pela 3ª temporada, pena que vai demorar...

Gustavo disse...

Duvido que alguém não tenha se supreendido com a troca das Olivias!


viram o easter aeggs na lousa do laboratório em Havard?

"A DEMON'S TWIST RUSTS"... os caras do fringe television descobriram que é um anagrama para "DON'T TRUST SAM WEISS"

O pessoal ta especulando que Sam é o Bell do lado de lá que sumiu quando era jovem...

Se foi o Walternativo que escreveu, significa que Sam já se opunha às maldades dele, portanto não era alguém confiável ... Sam pode ser um aliado na luta contra o Walternativo... talvez seja mesmo o Bell do lado de lá...



Agora é só esperar.

douglasmartinss disse...

Naum naum Gustavo!

Sam Weiss eh o cara do boliche que ajudava a Olivia com os efeitos colaterais das viagens entre universos, lembra??

Gustavo disse...

Douglasmartins,
É óbvio que eu lembro quem é Sam Weiss...

Mas e o Bell do universo alternativo? Simplesmente sumiu quando era mais jovem?... não acredito que isso é tudo!

Se Nina indicou Sam então ele tem alguma ligação com a Massive Dynamic...

Como ele sabe tanto sobre os efeitos de viajar entre os universos? seria por que ele mesmo ja fez isso? talvez tenha vindo do lado de lá.

Sam também falou que é mais velho do que aparenta... Rertadar o envelhecimento não é nada pra quem viaja entre universos distintos... viajar no tempo também é possível..

Se o velho Bell "trocou" de universo o outro Bell pode ter feito o mesmo... Os dois podem trabalhar juntos para impedir os planos do Walternativo.


Portanto não é nenhum absurdo especular que Sam seja o Bell do universo alternativo.

Camis Barbieri disse...

Não duvido de nada Gustavo. A essa altura tudo pode acontecer em Fringe. Mas só para constar, Bell e Walter falam sobre isso e comentam que o Bell do mundo paralelo morreu muito jovem e nunca teve a chance de interagir com Walternativo.
Não tenho dúvidas de que Sam Weiss será reaproveitado na 3ª temporada e como ele é chegado de Nina Sharp, não me surpreenderei se ele for perigoso mesmo.

Gustavo disse...

Então Camis... simplesmente acredito que isso não é tudo. Tá tudo muito obscuro...

Bell disse mais ou menos isso: "it SEEMS that the Bell on this side died in a car accident"
Quer dizer "PARECE" que ele morreu... pelo visto Bell não tem certeza ou não sabe detalhes sobre a suposta morte do outro Bell...

E tem outra coisa... até que ponto podemos confiar em tudo que Bell diz? Nina costuma ocultar a verdade quando lhe é conveniente,
as vezes ela tem mesmo bons motivos pra fazer isso... Por que Bell, o patrão, faria diferente? O que sabemos sobre ele? Definitivamente ele não é só um contrabandista de tecnologia ambicioso.

Não acredito que Sam será uma ameaça, independentemente de quem ele realmente seja, se o vilão(Walternativo) não confia nele, então é lógico pensar que ele não é do lado negro da força...

de qualquer maneira, por enquanto é pura especulação...

Camis Barbieri disse...

Pois é...Depois de Lost cá estamos nós, especulando sobre Fringe! Realmente acredito que essa história do Bell, como vc disse, está mal contada e tudo pode acontecer.
Nesse momento, essa é a grande cartada de Fringe. Ninguém sabe o que vem pela frente, mas vamos ficar teorizando até saber.

Gustavo disse...

Tava lendo no fringe-forum.com que JJ Abrams é fã da serie Dark Tower do escritor norte-americano Stephen King... essa obra menciona pessoas que viviam há muito tempo mas que já usufruiam de uma tecnologia altamente avançada... com isso alguns fãs especulam que a frase "FIRST PEOPLE" que vimos na abertura da part 1 é uma referencia a Dark Tower, acreditam que em Fringe talvez exista um antigo povo com tecnologia muito avançada conhecido apenas no universo alternativo. Assim como Bell copia tecnologia do outro universo, Walternativo copia tecnologia desse "First People", como a maquina de escrever e o mecanismo que Walternativo usaria com Peter para destruir o universo.

Alguns fãs comentam que os Observadores tem alguma relação com esse "first people" , talvez aliens.

Outros apostam que o pai de Walter, Robert Bishop, será importante para sabermos mais sobre esse suposto povo. (Isso eu acho muito pouco provável.)


Não sei... parece muita viagem pra pouca informação... mas dá o que pensar.

Alguma teoria sobre o que significa FIRST PEOPLE?

Camis Barbieri disse...

Caramba..acabei de entrar pra esse fórum tb..só coisa boa.Mas será que existem mais dimensões/realidades paralelas do que imaginamos?
Seria uma loucura completa.