sábado, 12 de março de 2011

Skins 5x07: Grace

O mundo é um palco e Grace está atuando desde que nasceu.

Logo de cara eu gostei de Grace. Sem nenhum motivo eu fui com a cara da personagem e comecei a achar que ela seria um dos destaques da temporada. Para minha surpresa, cada um dos novos Skins se revelou interessante e ela, de acordo com minhas expectativas, não deixou por menos.

Muito de sua personalidade havia se revelado no episódio de Rich. Ali já dava para saber que ela é do tipo que força o sorriso e passa por cima do que realmente pensa e deseja para agradar ao outros. O começo desse namoro, porém, revelou a verdadeira Grace, uma menina doce, sim, mas em busca de liberdade e do direito de assumir as próprias atitudes.

Mais uma vez- e isso já virou um baita clichê por aqui- a família de Grace nos mostrou muito bem os motivos da garota agir de forma tão peculiar. Provavelmente a vida daquele casal é uma droga, mas eles cantam, dançam e sorriem, porque é tudo o que têm no final do dia. Grace faz o mesmo, quase como uma condenada, tentando ser positiva, acreditando que todo esse esforço ainda valerá a pena.

A mãe dele é quase um robô. Sabem aquele filme “Mulheres Perfeitas”? Ela é uma delas, sem opinião, sem atitude, vivendo apenas para agradar ao marido. O pai de Grace, que também é o diretor da escola é aquela figura autoritária e recalcada, que tem a crença idiota de que pode controlar a vida da filha. À parte da interpretação do rapaz, eu gostaria justamente de evidenciar o fato de que o ator é jovem demais para o papel. Ele aparenta uns 32 a 34 anos, no máximo e não consegui parar de pensar que ele nunca poderia ser pai de Grace.

Detalhes de lado, o importante mesmo foi a jornada dela para sair desse casulo. Em alguns momentos, cheguei a pensar que Grace é uma dessas pessoas tão presas às convenções, que, num belo dia, simplesmente acordaria e cometeria suicídio, sem que alguém achasse que ela seria capaz disso. Aos poucos, ela ganha voz, sem perder aquele jeito de menina fofa. Engraçado é que até palavrões ficaram fofinhos ditos por ela.

Não posso esquecer do uso de Shakespeare. Serviu para desenvolver a história de Grace ainda colocar em evidência um provável triângulo amoroso. Matty, Liv e Franky. Ele ama as duas. Liv quer exclusividade e Franky pelo seu “I’m into people” demonstra que está aberta a diversos tipos de experiências. Lógico que tudo isso me deixou louca pelo próximo episódio.

Outra coisa que contribuiu para que eu deseje muito a chegada da próxima semana, foi o pedido de casamento de Rich. Foi tão honesto da parte dele, tão emocionante e tão bonito. Geralmente acabo achando certas cenas cafonas, mas ele realmente acertou o tom na interpretação. Prova cabal de que o elenco dessa 5ª geração foi escolhido com cuidado.



P.S* Por favor, alguém aí pode comparar imagens de Rich com as de Emma Thompson? Eu fiz isso e fiquei chocada com o quanto eles são iguais. Não encontrei indícios de que sejam parentes, mas a semelhança, pelo menos para mim, é impressionante.





Comentários
7 Comentários

7 comentários:

Kaique disse...

Na verdade vai ser um quadrângulo amoroso, já que Mini tá caidinha pela Franky como o episódio mostrou stilmente, e a promo o próximo episódio ressalta.

Ansioso pelo próximo episódio.

Lari Midlej disse...

oi Camis, tudo bem ? eu sempre acompanho seu blog e adoro (=
olha, eu fiz um blog tbb, mas é sobre filmes, não sobre séries então eu acho que não se encaixa em parceria =/ mas eu queria saber se vc poderia me dar uma ajuda quando puder, eu agradeceria muito =D meu blog é www.prettymovieswelove.blogspot.com
bom, se vc não puder tbb não tem problema não (=

Anônimo disse...

Ótima review pra um ótimo episódio e eu quero muito que aconteça Franky e Mini.

Lu VC disse...

A Grace é com ctz um dos personagens mais legais dessa temporada. E, depois do Alo, tem o pais mais chatos da série. Mãe mosca morta e pai mais velho q o Tom Welling (JURO!) O cara tem 38 anos!!!

Mas, pra mim, o Rich continua sendo o melhor personagem da série. O moleque tá mto bem no papel, sem contar q a história dele é uma das mais cativantes e, por enquanto, ele é o mais "normal" da turma. rs. Bem fofinho o pedido de casamento!

Ahhh Na série nem parece tanto assim, mas nessas fotos o Alexander Arnold e Emma Thompson estão praticamente idênticos!!!Bizarro

bjoss

Vanessa disse...

Não vi ainda,pois minha internet está horrivel,então estou atrasada nas series.
Esquecendo os meus problemas,estou louca pra ver esse episodio,sempre gostei da Grace e achava que ela ia enlouquecer,estilo effy,mas pelo visto não foi isso,ainda bem.

Seio esse negocio Min Franky?achei nada a ver.Gostaria dela com o Matty e podiam sumir com a Liv,nunca gostei da personagem

Camila Antonioli disse...

A Grace é mais uma ótima personagem dessa geração que está quase no nível da primeira.
Adoro o Rich e o pedido de casamento foi muito bonito e honesto.

Achei a Mini meia afim da Franky.
Opções de casais é o que não falta!

Enfim...a série está excelente.

Camila Antonioli disse...

A Grace é mais uma ótima personagem dessa geração que está quase no nível da primeira.
Adoro o Rich e o pedido de casamento foi muito bonito e honesto.

Achei a Mini meia afim da Franky.
Opções de casais é o que não falta!

Enfim...a série está excelente.