sábado, 12 de fevereiro de 2011

Friday Night Lights 5x13 (Series Finale): Always


Clear Eyes. Full Hearts. Can’t Lose.

Eu odeio clichês, mas acho que era impossível começar esse texto sem essa expressão que nos acompanhou por cinco anos e que nos tornou parte de Friday Night Lights. Honestamente, esse é um momento muito emocional e não estou nem aí se todas as reviews sobre essa Series Finale começarem exatamente do mesmo jeito. É impossível encontrar alguma outra frase que comunique tão bem o espírito da série e o modo como nos ligamos a ela.

Foram cinco temporadas, nem todas boas, é verdade, mas o que fica é o sentimento geral de que Friday Night Lights é uma produção única, seja pela narrativa, pelos enquadramentos de câmera, pela construção dos personagens e pelo roteiro realista, diferente das outras séries consideradas feitas para o público adolescente.

Eu rejeito essa ideia. Para mim, Friday Night Lights foi pensada para o público adulto, embora eu compreenda que a trama cheia de jovens num time de futebol escolar possa atrair também a galera teen. Justiça seja feita, essa não é uma série com dramas bobos e relacionamentos rasos, como tanto vemos por aí.

Essa temporada final começou devagar, ainda engatinhando depois de um quarto ano que foi, quando muito, satisfatório. Depois de dois ou três episódios, porém, ganhou fôlego, força, emoção. Talvez fosse reflexo do fechamento das tramas e de nossa propensão a enxergar tudo de forma potencializada diante do fim, mas não posso desmerecer o incrível trabalho dos roteiristas, que passaram maus bocados tentando nos transformar em Lions, depois que já estávamos decididos a sermos Panthers pelo resto de nossas vidas.

O mais importante é que essa reta final não foi apenas de desfechos, foi também de lembranças e de possibilidades. Impossível não lembrar da primeira temporada ao ver J.Street escrito na parede. Impossível não ficar triste ao ver o campo dos Lions virando estacionamento. Impossível não rir da gagueira de Matt Saracen ao pedir Julie Taylor em casamento. Impossível não chorar ao ver Eric e Tami mais unidos do que nunca, seguindo a vida, como deve ser.

Ainda estou com meu coração parado diante do lançamento de Vince Howard. Foi uma das sacadas mais geniais da edição desse episódio, sem dúvida. Ainda estou emocionada ao saber que Luke entrou para o exército em busca de um futuro tão incerto e mais ainda por saber que Tim Riggins superou aquela vontade doida de fazer merda com sua vida.

Foi ótimo rever Tyra e Landry e talvez, eu tenha uma critica sobre isso. Para mim o grande amor dela era ele. O cara que matou um homem para protegê-la. Tim sempre foi de Lyla e eu teria achado ótimo uma aparição da personagem, nem que fosse para nos dizer adeus ou dar um alô rápido para seu pai, o sempre hilário Buddy Garrity.

Também não posso esquecer do quanto os personagens secundários cresceram. Billy e Mindy foram incríveis nessa temporada, incorporando drama e humor de forma única. A mesma coisa com os garotos do time, como Tinker, sempre aparecendo com comentários inesperados.

Mas é claro, que meu elogio maior sempre será todo para Eric e Tami Taylor. Já disse e repito: eles são (e serão por muito tempo) o casal mais realista da TV. Os dois juntos são a alma de Friday Night Lights, passando emoções complexas para o público, apenas com um olhar ou um modo específico de se mover em cena.

Não foi nada fácil ver Friday Night Lights chegar ao fim, mas é assim que sei que estou diante de algo realmente valoroso e de que vou me lembrar, assim como diz o nome desse último episódio, sempre.

Comentários
5 Comentários

5 comentários:

Lucas disse...

Camis, nossa, vi o episódio ontem a noite e achei impssível não se emocionar. Foi tão lindo, maravilhoso e triste ao msm tempo. Ainda dá aquele aperto no coração por saber que terminou, mas pelo menos nós fãs que acompanhamos essas cinco temporadas fomos presenteados coom esse final impecável. Também tentei escrever meu texto ontem, mas honestamente nem sabia o que escrever. Que cena mais maravilhosa aquela do lançamento de Vince né? Tão tensa e táo bem editada! Outro detalhe que pra mim tb fez uma diferença enorme foi o depoimento dos atores no finalzinhoi, foi ótimo! FNL terminou, mas sem dúvida vai ficar ´marcada por muito tempo!

@lucas_santtos
@naminhatela

André Flores disse...

Caramba, que baita episódio final! Todo ele repleto de cenas memoráveis... Acho que vou começar a assistir tudo de novo, porque a saudade já é grande. E ver aquele remake de cenas clássicas nas entrevistas me deixou com mais saudade ainda!

Série perfeita, praticamente do início ao final, com um elenco simplesmente fodástico para um roteiro ainda mais fodástico!

Concordo que Landry/Tyra e Tim/Lyla seria o ideal, mas acho que não posso exigir tanto...

Restaram poucas séries boas agora depois que 24H e FNL se foram... e as porcarias se multiplicam.

Pelo menos fica de consolo o fato de FNL não ter seguido o mau exemplo de One Three Hill, que não soube acabar quando devia. Assim, pelo menos, tivemos um final digno para essa excelente série.

Nunca vou esquecer: "Clear eyes, full hearts, CAN'T LOSE!!!!"

Kaique disse...

Episódio quase perfeito. Só não é perfeito por não reservarem um tempo de tela a Tyra e Landry. Eles foram o casal mais maltratado da série e sempre terminando offscreen sem nenhuma explicação. Mas fora isso foi tudo impecável.

Teve uma cena do Tim com o Jason Street mas que foi tirada da versão final. Tomara que tenha no dvd.

vanessa disse...

Não li nada do que está escrito,pois quero ver esse episodio sem nenhum tipo de informação,mas só estou aqui pra dizer que amo FNL desdo piloto,achei a quarta temporada fraca e implicava com os novos personagens,mas aprendi a gostar de alguns,como o Vince,mas jamais vou ama-los como amei os originais,assim como bubby correria de volta pros panthers.
Agora só espero que o final seja digno e que me faça chorar e rir como FNL já me fez varias vezes

Camila Antonioli disse...

Friday Night Lights soube encerrar sua jornada de uma forma sensacional.
Conseguiu concluir suas histórias mas sem encerrar de vez, deixando possibilidades abertas porque o futuro é incerto pra todo mundo.
Foi um final cheio de emoções e que nos fará lembrar dos Panthers e dos Lions com carinho.

A vida será um pouco mais difícil sem a Tami e o Coach Taylor mas eles sempre serão lembrados como os grandes "paizões" das séries e deixaram e deixarão saudades, assim como FNL.

Texas Forever.