segunda-feira, 27 de setembro de 2010

The Whole Truth 1x01: Pilot


Mais uma série de advogados da franquia Jerry Bruckheimer.

The Whole Truth, estréia da ABC, não é uma série ruim. Pelo contrário. Ela faz exatamente aquilo a que se propõem. O Piloto tem qualidade, é ágil e interessante, mas essa é mais uma daquelas produções que seguem fórmulas e duram eternamente. (Isso se a audiência permitir).

Não é novidade para ninguém que não gosto muito de séries de tribunal e muito menos que não vou acompanhar algo do tipo, mas mesmo assim, quem curte o tema deveria experimentar.

O objetivo é mostrar os dois lados da história. A acusação é representada por Kathryn Pearle (Maura Tierney). A defesa fica por conta de Jimmy Brogan (Rob Morrow). Ambos são advogados excelentes, dedicados e especialmente, competitivos. Há certa tensão sexual entre eles, que são velhos conhecidos, então, não duvido que em algum ponto desenvolvam um romance, ou algo próximo disso.

O episódio se concentra em mostrar a ação de cada lado da história, incluindo investigações, a corrida por provas e testemunhas, até o julgamento. O bacana é que o veredicto vem sem que saibamos realmente qual é a verdade, por isso, rola uma espécie de jogo de adivinhação. Culpado ou inocente? Será que o público é capaz de distinguir? Não falarei nada sobre o caso de assassinato apresentado nesse primeiro episódio, mas aviso que eu erraria no julgamento.

Nos últimos segundos, assim como diz o nome,toda a verdade aparece e não importa se o réu é mesmo culpado ou inocente. Importa apenas a decisão que o júri tomou.
Comentários
4 Comentários

4 comentários:

Thiago Paulo disse...

Ah, interessante essa, hien? Já disse aqui que gosto desse gênero, então, essa não posso perder. Aliás, Jerry Bruckheimer apresentou séries meio fraquinhas - sempre a mesma coisa - nessa temporada.

Rodrigo disse...

Oi passando pra comentar que vi o piloto e achei legalzinho mas acho que não vou seguir assistindo aliais dos pilotos que vi ate agora nenhum me animou muito a seguir vendo aserie agora um detalhe com relação a essa serie nos videos de divulgação a atriz que fazia a promotoria era outra não era essa esquisitona parecida com a Dr Nadia de Being Erika era uma loira que parecia a Principal la de V

Andrew Maxwel disse...

Ainda não vi, mas pelo que você escreveu, me lembrou um ótimo episódio da primeira temporada da Boa Esposa, em que o júri toma sua decisão e apenas no fim descobrimos 'the whole truth'. Acho que vou gostar disso...

saint_b_b disse...

Eu gostei também desse episódio, e series de tribunais me atraem bem facilmente. Também curti a ideia de mostrar os 2 lados do julgamento, e de passar no final o que realmente aconteceu ( se bem que no final de justice também tinha essa cena de descoberta da verdade) Vou continuar acompanhando, se a audiencia ajudar