quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Glee 2x02: Britney/Brittany


It’s Britanny, bitch!

Sensacional. Nenhuma outra palavra pode descrever o episódio de Glee, que honrou a princesinha do Pop, Britney Spears, e fez piadas incríveis. Se você ficou insatisfeito com o que viu, nem sei o que dizer. Deixo apenas meu “sinto muito”, porque é o que resta.

Como todos sabem, a audiência foi monstruosa (13,3 milhões), afinal, Britney sempre rende, seja cantando ou dando escândalos monumentais. Nesse caso então, aparecendo em Glee e sendo representada pela espertíssima Brittany, não poderia ser diferente: causou comoção, mais uma vez.

Não sou exatamente uma grande fã da cantora, mas é impossível estar vivo nesse planeta e nunca ter ouvido uma de suas músicas ou visto os clássicos videoclipes, que foram muito bem reproduzidos, guardadas as devidas proporções, especialmente com o aproveitamento máximo dos talentos de dança de Heather Morris.

Mas, se eu não sou fã de Britney, com Brittany já é diferente. Essa menina é praticamente meu guia espiritual, tamanha é a sapiência de suas palavras. A brincadeira com os nomes foi genial, assim como cada frase de Brittany S. Pierce, que nunca enxágua a boca com refrigerante, porque afinal, Dr. Peper é um dentista. Deixarei de lado o fato do nome original da personagem ser Woods e não S.Pierce, porque é detalhe bobo, agora que Brittany já sabe que tem poder e cansou de viver na sombra da homônima famosa, com a pretensão de conquistar todos os solos do Glee Club.

Não tem como não adorar o modo como as coisas foram feitas, no melhor estilo viagem alucinógena. Glee pode e deve ter essa liberdade de criar de vez em quando, mas não acho que seja bom apelar sempre para as maluquices. Dessa vez, foi perfeito e completamente cabível, já que aproveitaram a presença do novo namorado de Emma, interpretado por John Stamos, para liberar a santa anestesia que nos levou para as versões de Britney.

Confesso que, de tudo, o que menos gostei foi o mimimi de Will Schuester, em crise de identidade e doido para chamar a atenção. A parte boa é que isso foi um mero detalhe no episódio, que colocou na boca dos personagens o debate real sobre a homenageada, que tem defensores fiéis e críticos ferrenhos.

Mesmo que em sua pequena participação, Kurt conseguiu roubar a cena, de saias e ainda dando esbrega no professor. Momento para guardar na memória. E até mesmo coach Bestie apareceu para mostrar que é uma mulher sensível e que as aparências enganam.

Mas, não ficou só por aí. Sue Sylvester tarda, mas não falha. Cenas ótimas com o freak Josh, que deixou a marca de bunda suada na cadeira numa situação quase nada constrangedora. No entanto, para quem é fã de séries antigas, a brincadeira com o figurino de Blossom foi exultante, até porque, eu não poderia fazer observação mais apurada sobre os coletes de Will.

Rachel, que teve seu momento de revelação e piranhização by Spears, cantou maravilhosamente, como sempre e aterrorizou Finn com pedidos descabidos. Contudo, ela merece destaque pela deliciosa piadinha “Is this real life”? , interpretando com paixão esse clássico do youtube, que se você ainda não conhece, pode conferir clicando AQUI, para terminar sua leitura com David depois do dentista.

Músicas no episódio:

I'm a Slave 4 U - Britney Spears (Brittany)

Me Against the Music - Britney Spears feat. Madonna (Brittany e Santana)

...Baby One More Time - Britney Spears (Rachel Berry)

Stronger - Britney Spears (New Directions)

Toxic - Britney Spears (New Directions)

The Only Exception – Paramore (Rachel Berry)
Comentários
7 Comentários

7 comentários:

CarolFonseca disse...

Esse episódio foi perfeito mesmo.. Muito bom!!

jorge disse...

OMG. mal consigo digitar esse comentario porque nao consigo parar de rir com essa piadinha do "is this real life"! hsuahsuahsuahsuahsuahsuahs

Marcus disse...

Achei a história muito sem graça e os números um pouco sem sentido. Se era pra ver fazer versões idênticas e ainda copiar os clipes, pra quê se dar ao trabalho? Por isso a versão de toxic foi a melhor porque foi mais diferente.

Mas com certeza as tiradas foram ótimas, adorei quando a Santana diz "Leave Brittany alone" e quando a Sue fala dos suéteres do elenco de Blossom. Morri de rir.

Breno disse...

concordo com tudo o que vc disse...

ahh gostei muito da cena da becky, e do nerd, e da menina la gritando em toxic..

@JuniorAd disse...

Eu confesso que não gosto de Glee. Mas o falatório foi tanto que fui conferir. E claro, livre de preconceitos senão não iria funcionar. Bacana, até. Mas o fator surpresa era importante para o sucesso da série. Coisa que não aconteceu nesse episódio.

Lucas disse...

Eu to aqui mais do que animado pra ver esse episódio, mas ainda não deu tempo! Não tenho dúvida da qualidade, com certeza deve ter sido muito bom e o pessoal não está economizando elogios por aí.

@lucas_santtos

Brunoo disse...

HAHAHAHAHA. Camis, não sei se você notou os títulos dos panfletos informativos da Emma na hora que o Will vai falar com ela no comecinho do episódio.. sao hilários "Wow!There's a hair down there!", "I still breastfeed... but how old is too old" e "Propper Wiping: easy as 1-2-3" Tive crises de riso quando vi. hahahaha