domingo, 26 de setembro de 2010

Fringe 3x01: Olivia


Enfim, chegou a hora de Fringe!

Da segunda temporada para cá, minha obsessão por Fringe tem crescido exponencialmente. A loucura é tanta que fico estudando Glyph Codes para tentar descobrir palavras secretas, escondidas em cada episódio, mas já vi que não terei sucesso nessa missão. Enquanto não me torno fluente na língua das maçãs, sapos, chifres e congêneres, vou me limitar a comentar essa Season Premiere, que mostra que a guerra dos mundos está apenas começando. E, nessa estréia, ficamos do lado vermelho. Adoro o detalhe da abertura. Sei que sempre digo isso, mas é verdade. Acho que dá o clima perfeito e os fãs de ficção científica valorizam esse tipo de coisa, que torna tudo mais real.

Quando vimos a Season Finale, a pergunta maior era sobre Olivia. Capturada e presa do lado B era de se imaginar que ela seria submetida a testes, interrogatórios e substâncias variadas, como foi o caso. A fuga foi mais rápida do que pensei. Tinha medo de que nos enrolassem com uma situação sem saída, mas fiquei feliz em ver um episódio cheio de ação.

Walternativo mostra que tem planos maiores para um futuro breve e para isso, ele pretende usar não uma, mas duas Olivias, transformando a do lado A numa cópia da do lado B. É claro que, assim como eu, vocês não devem estar desconfiados de que as súbitas lembranças dela são apenas um confortável fingimento e uma forma de ficar por dentro de tudo, evitando ser presa e perseguida. Gosto de acreditar nessa hipótese, embora a questão da adrenalina ativando a transferência de memórias seja crível.

Nesse caso, só Peter salvará? Essa me parece uma solução romântica demais para a série e prefiro que não se confirme essa versão de “A Bela Adormecida”. Prevejo que, em breve, Olivia conseguirá trazer para seu lado o Charlie B e até os demais integrantes da Fringe Division e aí, acho que Walternativo pode encontrar problemas para concretizar seus planos.

Um detalhe a que me apeguei, e talvez alguém tenha memória melhor do que a minha, é sobre a Massive Dynamics. Olivia já não tinha estado na Massive do lado B? Ela não deveria saber onde realmente fica, ou era só a adrenalina atrapalhando tudo? Sei lá.

E do lado A, Peter não deveria saber que aquela não é a sua Olivia? É muita falta de percepção. Walter a gente perdoa, porque ele estava ocupado tentando utilizar corretamente a milenar técnica para perfeita extração do recheio do biscoito.

Para mim, foi um bom começo de temporada e espero que os limites de qualidade da anterior sejam superados. Vamos ver o que acontece quando dois Waters se enfrentam.

Comentários
11 Comentários

11 comentários:

Fernando Gomes disse...

Eu fiquei muito satisfeito com esse retorno. De tudo que vi até agora, foi o melhor da semana.

Os detalhes do lado B me chamam muito a atenção. Coisas simples, como a bicicleta retrô que aparece quando a Olivia chega naquele parque.

No geral acho que os temas tendem a ser tão bons quanto os trabalhados na temporada anterior, basta observar os tópicos que aparecem na abertura (também gosto muido dela). Ali dá pra ter uma noção de que (mais uma vez) poderemos ser positivamente surpreendidos com essa ótima série.

Dav1d disse...

Sobre a Massive Dynamics, não lembro de ela ter visto a empresa.

Se não estou enganado, ela só se encontrou com o William Bell no World Trade Center.

Anônimo disse...

Ela foi para o Universo alternativo e se encontrou com W.Bell num prédio qualquer e isso nao corresponde à nossa Massive Dyamic porque as coisas do laod de l´não são exatamente paralelas com o nosso mundo.Por exemplo eles tem as Torres Gêmeas e nós não, e A estátua da liberdade mudou de lugar também.

Cláudia disse...

Ahhhh.. eu gostei muito dessa season premier também!.
E como você falou, pelo jeito não vai ser o Peter que vai descobrir a troca das Olivias. Eu acho - e posso estar completamente enganada - que vai ser a sobrinha dela que vai notar, eu não lembro agora o nome dela, acho que é Ella.
De todo modo, já to ansiosa pro próximo!

Bia disse...

Ai, adorei esse episodio também! Eu tenho obsseção por essa série desde o primeiro episodio e sempre achei que Fringe poderia ser uma nova Lost, muito mais do que FlashForwards.

Enfim, foi realmente otimo esse foco no lado B e como vc disse, adooooro tb esses detalhes diferentes desse mundo.

Passei o epsodio inteiro xingando a Olivia pra ela fingir, falar logo que aquela era a mae dela, poxa ela nunca viu Exterminador do Futuro 2? Não sabe que não adianta ficar afirmando coisas que só vc sabe e que ng acredita? Ainda bem que ela foi mais competente do que Sarah Connor e não esperou anos pra fugir de lá.

Mas ainda resta a duvida né, se ela passou a fingir ou realmente passou pro lado negro da força?!

Quanto a descobrir a Olivia Fake, acho que é mais capaz do Walter descobrir do que a anta do Peter, cá pra nós percepção não é o forte dele, demorou a vida inteira pra descobrir que era de outro universo, eu ja sei disso faz tempo! kk

Adorei o Review, adorei o epsodio, ja to louca pra ficar sem dormir de novo esperando sair Fringe! =P

beijoca

Yasmin Kuhnert disse...

Não, ela não estava fingindo ser a B. Acredito na possibilidade das memórias entrarem em conflito e ela conseguir manter as duas ali, para quando precisar enganar o Walternativo. E o nosso Walter segundo spoilers vai ser o primeiro a perceber que a Olívia não é a Olívia, viu a cena dos mocassins? Então, tem lógica. Agora eu adorei a sua tese dela estar fingindo, significaria que eu passaria menos raiva assistindo os próximos episódios.

^^ Torcendo muito para audiência aumentar ou mudarem a série para segunda, se não prevejo um triste caminho...

Yasmin Kuhnert disse...

Ah! E mais uma coisa, alguém viu o observador? Ele podia ajudar a Olívia! Afinal ela precisa voltar pro nosso universo, antes que seja tarde... porque ela tomou o corthexphan e isso pode servir ao maluco do Walternativo... se ela não estiver fingindo e deixa eles saberem de tudo.

Brener disse...

O que mais adorei foi o final do episódio, o detalhe na OliviaB desconhecendo um sapato mocassim, coisa clássica no nosso lado!

Episódio simplesmente ótimo!

Gean Carlos disse...

Eu amei o episódio! Adoro ver todas as diferenças entre o lado A e o B.
concordo com você, acho que quem vai descobrir vai ser a sobrinha dela, ou mesmo a irmã.. porque o Peter é tonto demais, e olha que aquele beijo foi frio e chato, e dava pra perceber que ela não queria..
e, sabe como vão descobrir? pela tatoo que ela não tinha, porque já colocaram lá neah.

enfim.. ótimo início de temporada!

Ananda disse...

Pode ser viagem minha, mas quando ela vai ao banheiro checar a tatuagem fico imaginando se ela não "escreveu" algo por cima caso ela se esqueça de quem é. Tipo o nome do Peter, ia achar romantico, de um modo esquizitinho, mas romantico.

Wellington Laurindo disse...

Como estou começando a 3ª temporada agora vou deixar só um breve comentário: Fringe é foda, adorei a premiere.