segunda-feira, 28 de junho de 2010

Scoundrels 1x01: And Jill Came Tumbling After

Patifes e canalhas.

O nome esquisito, que significa exatamente essas duas palavrinhas aí de cima, me fez ver o episódio Piloto de Scoundrels, nova produção da ABC. Apesar de a trama parecer interessante à primeira vista, o que encontrei foi um episódio tão arrastado que parecia nunca ter fim.

Um bom parâmetro para medir o nível de chatice é notar quantas vezes você olha para o relógio do player, na tentativa vã de observar que essa experiência miserável está quase no fim. Geralmente, isso só piora a tortura e é com grande pesar que afirmo ter olhado cerca de 8 vezes para checar o lento andamento do Piloto.

Resumo da ópera: um mau começo. Mas resisti bravamente até o fim, para ver como as coisas terminavam, ou melhor, começavam. Basicamente, temos a família West, que vive de crimes e tem um código de honra. Primeira piada: bandido com código de honra.Ok. Não é nada engraçado mesmo, mas essa é uma boa amostra do conteúdo do roteiro.

Quando o pai, Wolf (David James Elliott)pega 5 anos de cadeia, Cheryl (Virginia Madsen) tem de lidar com uma situação familiar crítica e ao ver o caminho errado que 3 de seus 4 filhos estão tomando, ela resolve mudar o comportamento da família de forma brusca e definitiva.

Porém, não vai ser nada fácil fazer Hope (Vanessa Marano) voltar à escola sem tentar trapacear ou chantagear a diretora. Fazer Heather (Leven Rambin) trabalhar e deixar de lado a carreira de modelo, muito menos. Mas o maior desafio é Cal (Patrick John Flueger), que resolve virar o homem da casa e se afundar mais e mais em crimes.

O único filho que parece estar encaminhado é Logan, gêmeo de Cal e portanto, interpretado por Patrick John Flueger, que muitos conhecem de The 4400. Ele é um advogado em início de carreira e deve servir de exemplo para os irmãos desajustados.

Apesar das minhas críticas ao ritmo desse primeiro episódio, quero dizer que vejo potencial na série, que precisa entrar nos eixos e assumir seu lado cômico forte, o que senti muito reprimido nesse começo. Aposto, também, que essa história de honestidade e trabalho vai acabar em muitas trapaças e patifarias, sempre aproveitando os talentos especiais e únicos de cada membro da família West que, afinal de contas, precisa se manter unida, enquanto Wolf dá risada sozinho na cadeia, ao imaginar que os planos da esposa não podem durar mais do que 5 minutos com uma prole como essa.

Comentários
3 Comentários

3 comentários:

Anônimo disse...

Pode ser que a família desista da mudança de comportamento e a série vire uma continuação de "The Riches", rsrsrs

Victor. Larry tk disse...

concordo que o ritmo do piloto foi devagar demais, eu olhei para o relogio do player algumas vezes, mas espero muito que melhore, porque apesar dos pesares achei essa a melhor série até agora do MidSeason

Victor. Larry tk disse...

concordo que o ritmo do pilot foi bem lento, olhei o relogio do player algumas vezes, mas espero muito que a série fique melhor e que se desenvolva porque achei até agora o melhor piloto da ABC pro midseason