domingo, 9 de maio de 2010

Grey's Anatomy 6x21: How Insensitive

O que seria de Grey’s Anatomy sem Cristina Yang?

Burke se foi, George morreu, Izzie sumiu. E aí, a série acabou ou piorou por causa disso? Claro que não. Mas se perdêssemos Cristina seria impossível continuar. Depois de ver um episódio sensível como esse, que, aliás, faz mesmo trocadilho com o título, deixando as brincadeiras de lado, fica tão claro que Yang’s Anatomy seria um nome tão mais justo...

Simplesmente adorei a atuação de Sandra Oh. Não pela cena final, com aquele choro contido que só ela sabe fazer e que mostra toda a humanidade contida por trás da nossa amada “cardio whore” , mas sim, pela escolha de Cristina. O momento em que ela pisa para fora do elevador e decide por estar com a garotinha é simples, ao mesmo tempo em que traduz quem é a personagem. Embora Cristina odeie transparecer seus sentimentos, medos e fraquezas não é apenas Avery quem as enxerga. Nós também temos o privilégio. Nem quero imaginar quando ela souber sobre Owen e Teddy. Cristina é tão complexa que não sou capaz de adivinhar sua reação.

Quem também esteve ótima no quesito emoção foi Callie, que chega num ponto decisivo em sua relação com Arizona. Não há saída, realmente. Um dos lados precisa ceder e isso significaria o fim do relacionamento, num futuro próximo. Para evitar mais mágoas, a decisão de terminar agora parece sensata, embora eu torça muito para que não dure muito tempo.

Porém, nem vou exaltar muito minha vontade. Da última vez que gostei de um casal em Grey’s, vi Sloan dormindo com Addison e Lexie com Karev.

Não fui capaz de me importar com os problemas de Derek. Para mim, ele e Meredith perderam a função na série e estão ali só para fazer figuração. Fiquei muito mais ligada no homem de 300 quilos e sua piada maravilhosa: “Vamos precisar de um hospital maior”. Ri alto, confesso. Como na grande maioria das vezes, a série consegue fazer uso da metáfora muito bem. Há momentos para piadas e momentos em que é preciso parar de fazê-las. O problema é saber como diferenciá-los.
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

kestering disse...

eu vi esse episódio e chorei, achei que a Yang fosse insensível e pelo contrário me surpreendi, amo o rumo que a personagem tem no decorrer da série.

kestering disse...

eu vi esse episódio e chorei, achei que a Yang fosse insensível e pelo contrário me surpreendi, amo o rumo que a personagem tem no decorrer da série.