quinta-feira, 15 de abril de 2010

House 6x16: Lockdown

O episódio dirigido por Hugh Laurie fugiu da fórmula e justamente por apostar em uma dinâmica completamente diferente, gerou bons resultados, fazendo de ‘Lockdown’ mais um na lista dos melhores da temporada.

Há quem discorde do que acabei de dizer, mas o fato de não ter de ver um diagnóstico milagroso, pelo menos para mim, fez toda a diferença. Sou adepta da ideia de que apostar na humanização dos personagens de House é uma boa pedida e, por isso mesmo, adorei o episódio.

Tendo como pano de fundo o misterioso sumiço de um bebê recém-nascido e o fechamento completo do hospital, cinco histórias paralelas foram desenvolvidas. Uma delas, é claro, trazia House, trancado com um paciente terminal, onde acontece mais uma etapa dentro de sua jornada de autoconhecimento e mudança de comportamento. Essa trama teve início com a ida dele para o hospital psiquiátrico e é bom saber que não foi esquecida entre ironias e sarcasmos.

O jogo da verdade com Wilson e Thirteen foi inesperado e deu um toque de humor quando os desafios eram a pedida. Wilson tentando roubar um dólar e disparando o alarme e Thirteen mostrando os peitos para Taub. Inesquecível.

Completando a trupe de humoristas, Taub e Foreman, presos na sala de arquivos, chapados de Vicodin, montando clube da luta e descobrindo mais sobre si mesmos. Os sucessos de um eram motivo de vergonha. Os tropeços do outro, de orgulho, traçando um paralelo interessante.

O drama ficou por conta de Chase e Cameron, que retorna à série, pelo menos, para a assinatura do divórcio, com direito à lavagem de roupa suja, admissão de que nunca amou Chase e sexo de despedida.

Enquanto isso, Cuddy fica com a bomba nas mãos, interrogando qualquer um que fosse suspeito e pudesse ajudar na localização do bebê. Surpreendentemente, algumas toalhas a mais e um diagnóstico de epilepsia a fazem resolver o problema. Uma das enfermeiras, mergulhada numa espécie de catarse, coloca a criança entre toalhas sujas, por causa da doença. E é no meio das roupas que deveriam ir para a lavanderia, que Cuddy encontra o bebê, que volta para os braços da mãe, finalmente.
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

hugo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.