sábado, 24 de outubro de 2009

Grey's Anatomy 6x06: I Saw What I Saw

Minhas preces foram ouvidas até nas longuinquas terras de Shondaland e Grey's Anatomy apresentou um episódio ótimo. Mudou a fórmula, aquela rotina chata, tirou o foco dos draminhas de sempre e arrasou.
No maior clima de inquérito, cada um dos médicos do Seatle Grace precisa passar pela sabatina com o Chief e os representantes da diretoria do hospital. Tudo isso por que uma paciente, vítima de um grande incêndio, morreu. Sangrou até a morte, embora fosse um caso simples de queimaduras, que foram bem tratadas. O caso todo, complicado demais para descrever, acabou não sendo sobre um erro, mas sobre o esquecimento.
No calor do caos na emergência, uma das médicas vindas do Mercy West , se distrai com a cehgada de um homem que levava uma picareta cravada no peito e simplesmente deixa passar a lição número um das escolas de medicina: sempre checar as vias aéreas. Coisa boba que custou a vida da paciente e trouxe mais desentimento aonde já não existe conciliação. a pobre acabou demitida e delatada por outra colega do Mercy West.
Sheperd, que não consegue se omitir diante da nova realidade do hospital, acaba dizendo ao Chief que as mudanças que ele está promovendo, gerando pânico e excesso de médicos num mesmo espaço, fazem dele o verdadeiro culpado. Meredith, que saiu mesmo de foco um pouco, passa o episódio todo esperando a liberação de Bailey para ir para casa, sem sequer imaginar que está perdendo os piores dias de trabalho que uma pessoa desejaria ter.
Sua irmã, Lexie, precisa aprender a se controlar diante de situações difíceis. Apesar do choro desesperado e do medo de enfrentar um paciente em extremo grau de sofrimento, gostei de vê-la superando esse obstáculo. Não sei vocês, mas cada que passa eu tenho mais simpatia por ela e Mark Sloan. Bailey não precisou aparecer muito para ser lembrada. "Stupid, stupid, stupid". Categórica e incontestável sobre o novo Dr. Queda Livre, que zuou Izzie e acabou com um belo corte na testa pra aprender a ser gente.
Parece piada, mas estou com peninha do Karev. Por mais podre que ele já tenha sido na vida, não merece o tratamento de Izzie e a fuga da esposa para sabe-se lá onde. Cristina também saiu um pouco daquela pose de desesperada e acabou falando bonito já no final do episódio.
No mais, foi o caos, os gritos, a necessidade de trabalhar em equipe e aprender que todos podem cometer erros. Daqui para frente, acredito, a nova equipe deve começar a interagir melhor. Momentos como esse servem para mostrar que é preciso confiar uns nos outros e acima de tudo, trabalhar em conjunto. Do contrário, mais vidas vão se perder, num simples piscar de olhos.
Comentários
5 Comentários

5 comentários:

Lidi disse...

Demais esse episódio.Prendeu a atenção durante os 42 min.

Não teve como não sentir pena da menina demitida.

E como bem dise o Derek, o maior culpado de tudo é o Chefe

Lili disse...

Também amei. Mas senti falta da Izzie. Gostei da Cristina. E do sermão do Derek no final...

Pepê Castilho disse...

Gostei muito do episódio, pois teve um clima de ER. Colocaram o drama MÉDICO em primeiro lugar e só teve pouquíssimo draminha pessoal do Alex. Foi intenso, e muito eletrizante. Fiquei com muita dó da médica demitida. Queria que saísse a outra, de cabelo curto. Ela é muito enjoada e sem sal.

Lucas disse...

Excelente! Pra mim a primeira coisa positiva desde a fusão dos hospitais. Adorei todo o interrogatório, deixou tudo ainda mais tenso e interesssante. Muito bom! Eu cheguei até a pensar que Lexie ficaria como a responsável pelo acidente lá, ainda bem que não foi o que realmente aconteceu. Que venha o proximo. Pela promo tem tudo para ser ótimo também!

Lili disse...

Também amei. Mas senti falta da Izzie. Gostei da Cristina. E do sermão do Derek no final...