quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Greek 3x09: The Wish-Pretzel

FINALMENTE! FINALMENTE! FINALMENTE! Não tem outra maneira de começar esse texto que não seja usando essa palavra. Estamos a apenas um episódio da Season Finale dessa meia temporada e The Wish-Pretzel não poderia ter sido melhor. Já estou com saudades de Greek, mesmo sabendo que ainda resta um episódio para nos fazer felizes, mas só de pensar que a série só retorna em janeiro, fica difícil evitar o sentimento.
Então, sem mais delongas, vamos aos FINALMENTES que eu falei no começo. Cappie e Casey juntos novamente. YAY! Estava esperando por isso desde o final da 2ª temporada e festa do Fim do Mundo. Sofri, quase pereci, reclamei, fiz previsões que furaram, outras que deram certo, e o mais esperado evento aconteceu: O beijo. Os roteiristas capricharam na tortura psicológica com o público e colocaram a cena no último minuto, encerrando o episódio - que, aliás, foi muito bom - em grande estilo. Não estou dizendo isso só por que o meu desejo de Ação de Graças se realizou, juntando o melhor casal da série novamente, mas sim, por que tivemos momentos preciosos, hilários e como sempre, uma boa e inesquecível citação. Dessa vez, o troféu Golden Quote vai para Rebecca, que teve um destaque razoável no episódio e a melhor frase do dia. “I care about old people. I watch Desperate Housewives”. Depois da pérola sobre Private Practice ser uma série sobre velhos que fazem sexo, a piada se renova. Sinceramente, adorei essa nova versão, que confirma Greek como uma das séries que mais cita outras séries.
Então, quando a viagem de Casey para o Thanksgivin em família dá errado, tudo caminha para o final que já conhecemos. Cappie e Evan também ficam no campus para o feriado e até combinam de jogar golfe juntos, para passar o tempo.
Cappie, porém, acaba passando tempo com os amigos da KT, que promovem outro evento sem precedentes: Turkey Hunt. Popularmente conhecido como Caça ao Peru, Cappie precisa traduzir as pistas para os menos afortunados de neurônios até que uma delas os leva para a casa dos Omega Chi. Como nos velhos tempos, eles invadem, pegam a próxima pista e querem deixar sua marca. Cappie, que criou alguns limites ao reatar a amizade com Evan, não permite que entupam as privadas, roubem as cuecas, nem mesmo urinem no quarto do amigo e presidente da fraternidade. Obviamente, eles deixam sua assinatura, pois não seriam os KT’s sem uma dessas.
Enquanto Cappie se diverte com os amigos, Casey - que acabou ganhando a companhia de Rebecca para o feriado que deveria ser de casa vazia – encontra Evan, sozinho e vagando em busca do que fazer. Ela o convida para o jantar que Rusty e Dale estão organizando, é praticamente obrigada a estender a gentileza à Rebecca e, nessa hora, festa cancelada. Falarei disso depois. O que importa mesmo é que os três, sem ter opções, resolvem fazer seu próprio jantar na casa das ZBZ’s. Pizza congelada e suco de amora batizado com vodca levam Rebecca a tentar fazer ciúme (sem nenhum sucesso) em Evan. Esse, por sua vez, tenta o tal revival, do qual eu já havia falado. Como Casey estava à perigo, doidinha pra fazer travessuras, tive medo, mas ela brecou tudo na hora certa e o ‘só amigos’ voltou ao ambiente. Bem a tempo inclusive, de todos irem ao jantar de Thanksgivin dos Kappa Tau.
O único que faltou foi Dale, que se mostrou um tremendo invejoso do sucesso de Rusty em seu projeto científico, além de deixar claro que acha o amigo um completo fracasso acadêmico. Por ironia do destino, o projeto que dá errado á vésperas de um grande concurso, é o de Dale. Jantar de Thanksgivin cancelado e amizade abalada por tempo indeterminado, Dale ficou de fora de mais um momento inédito: O dia que os Kappa Tau receberam um Omega Chi sem tentar matá-lo. Vontade não faltou, é claro, mas no espírito da data, Evan compartilhou da fabulosa mesa de balinhas, MM’s, pretzels e afins. Verdade seja dita, a quantidade de cachaça que ele levou foi um belo Green Card. Por lá, teve mais insinuações de que ele e Rebecca devem formar um casal em breve e Cappie, numa conversa muito útil com Rusty, escutou o que eu queria dizer há tanto tempo. Vamos ter que combinar que, em se tratando de Casey, Evan não é uma das pessoas mais desinteressadas para dar um conselho. Depois dessa, Cappie cai na real, rolam olhares de cachorro abandonado, ele se oferece para levá-la até a Casa das ZBZ’s e na escada, a conversa sem jeito e sem rumo acaba do jeito que todos nós (pelo menos a maioria) estávamos esperando, tão ansiosamente.

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

M disse...

Boa resenha, gostei daqui. :)

M disse...

Boa resenha, gostei daqui. :)