quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Greek 3x08: Fight The Power


Gostaram desse Greek? Estou 49% convencida de que foi bom e 51% de que está faltando um gás. A diferença é pouca, mas revela que eu não tenho uma opinião realmente formada a esse respeito. Teve momentos bacanas, mas tenho me perguntado o que aconteceu com os roteiristas. Rusty, por exemplo. Alguém me diz o que aconteceu com ele? Parecia drogado o episódio todo, falando feito bobo e fazendo umas coisas muito retardadas. Por incrível que parece, Dale, na figuração, foi mais interessante, distribuindo seus cartões do JC Clube e soltando pérolas como: "Jesus sabe festejar. Ele faz seu próprio vinho". Foi a melhor frase do episódio, sem dúvida. Rebecca continua sem função e não consigo entender o motivo. Sempre achei as armações dela uma grande adição nas tramas de Greek. Dessa vez, ela ficou só ensinando as candidatas a seduzir os Omega Chi, rolou um olhar com Evan e só. Olha o que não pode sair daí. Desde que os dois tiveram aquele lance do laptop dentro do carro, estou na espera de um novo romance, mas não. Rebecca continua atrás do bofe alheio e Evan faz carreira de namorador de presidentes de fraternidades, acumulando os fracassos Casey e Frannie. Inclusive, a relação dele com Casey me deixa confusa. Vontade de perguntar: É namoro ou amizade? Não sei se está claro o caminho que vão seguir, quero dizer, eu começo a achar que eles nunca mais serão nada além de amigos e sou a favor disso. Reviver o triângulo amoroso com Cappie não parece uma saída provável. Especialmente agora, que ele começa sair daquele período de pressão e está percebendo que ainda tem sentimentos por Casey. Não é novidade alguma, obviamente e acredito que, daqui pra frente, essa história vai engrenar. Pelo menos foram as impressões em Fight The Power. Cappie, que está de rolo com a garçonete Lana, se surpreende ao não estar a fim de ficar com uma garota que é basicamente ele, só que de saias. Rusty, mais atontalhado que de costume, adora Lana e quer insistir que ela e Cappie são perfeitos juntos. Tanto que interfere quando o irmão mais velho tenta se livrar da garota. Pela primeira vez, Cappie se vê forçado a agir de forma mais madura e bem a tempo. Logo chega a formatura e se ele não pretende ser com o lendário Egyptian Joe, é bom crescer enquanto é tempo. É também Rusty quem nota em quem Cappie estava pensando no Gentlemen's Joice: Casey. Pelo visto, o que eu tanto esperei para ver na Season Premiere, é mesmo inevitável.
Nesse meio tempo de reflexão de Cappie, Casey e Ashleigh estiveram muito ocupadas com a decaída das ZBZ's na escala social. A ideia é aproveitar as boas relações reatadas com Evan e promover uma festa. Infelizmente, a notícia de que ele não é mais o cara rico de antes, balançam as relações da Omega Chi com seu presidente, que se vê forçado a votar sobre a festa e é vencido pelos irmãos.
Desesperada, Ash, em seu lindo vestido de lagosta, vai atrás das Gama Psi, que se tornaram as número 1 do Campus e para conseguir uma festa, se compromete a pagar as contas de luz delas, pelo resto do ano. Tanto esforço acaba em fiasco, mas Casey ainda tenta animar a amiga presidente a não desistir.
Calvin, que começa a perceber que ele e Grant não são exatamente compatíveis e não querem as mesmas coisas, tem dúvidas sobre revelar aos irmãos o relacionamento. Verdade seja dita, as dúvidas são mais de Grant, mas isso me soa como mais uma desculpa para Calvin ficar sem namorado e quem sabe, agitar um pouco a vida do personagem, que está mesmo muito parada.
Outro destaque foi a cena do jogo, onde os Kappa Tau tinham de beber a cada ronco do estranho Jeremy. São pequenos detalhes como este que, muitas vezes, fazem valer o episódio.

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

Alê Soares disse...

esse fato nunca vi,rs

Alê Soares disse...

esse fato nunca vi,rs