quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Glee 2x14: Blame It on the Alcohol


Se a culpa por esse episódio ter sido tão bom é do álcool, espero que os roteiristas de Glee estejam permanentemente bêbados.

O assunto é sério, mas Glee soube tratar tudo com muito humor e transformou o alcoolismo em uma coisa divertida de se ver, mas não se enganem. Por trás das piadas e situações ridículas a série tentou passar uma mensagem para os jovens que acreditam que a bebida e as bebedeiras são a coisa mais legal do universo.

É uma convenção social. Beber é legal e quem não está nessa é chato e careta. Difícil achar um adolescente que pense de outra forma nos dias de hoje e por isso, o tema do episódio foi mais do que pertinente. Glee usou da criatividade para dar seu recado, mostrando todos os tipos de bêbados e as consequências que um porre de proporções homéricas pode trazer para sua vida. Especialmente nos Estados Unidos, onde a idade para dirigir é a partir dos 16 anos, o uso de álcool é um problema. No Brasil, também, mas aqui, temos muitos adultos que bebem feito gambás (nunca saberei de onde saiu tal comparação, mas é o que tem para hoje) e depois saem por aí dirigindo e arriscando a vida das pessoas. Interessante notar que a série não tentou dar lição de moral. Até porque, convenhamos, não adiantaria. Adolescentes não gostam de sermão e se justamente a série favorita deles resolvesse dar uma bronca de mãe, o resultado não seria dos melhores.

Acho que já ficou mais do que claro que gostei do tema, gostei do episódio e para completar, gostei das músicas, mas vamos por partes. Em primeiro lugar, preciso comentar a festa de Rachel. Estranha e com gente esquisita? Não sei, de verdade, porque só consegui prestar atenção naquele vestido verde água medonho que enfiaram na pobre Lea Michelle. O que era aquilo, meu povo? Uma camisola de avó? Um cinto de castidade em forma de roupa? Façam suas apostas. Toda a sequência da festa foi excelente e ficou ainda melhor com um dueto incrível de Rachel e Blaine. Dupla imbatível.

Não pude deixar de rir desse casal bizarro. Graças aos céus, como tudo em Glee, durou pouco e apenas o necessário para ser engraçado. Se prolongassem essa “bissexualidade” por muito tempo seria terrível. Morri de vontade de que Kurt tomasse uma atitude. Sei lá. Queria que ele pegasse Blaine de jeito e provasse que essa fase de descoberta era pura balela. Rachel foi mais macho e resolveu a parada sozinha.

Sue Sylvester estava venenosa como sempre e foi muito, muito, muito óbvio que a mensagem bêbada de Will tenha sido justamente para ela. Pelo menos serviu para criar um novo impulso entre Will e Emma, embora, honestamente, isso seja dispensável. Já enrolaram tanto essa trama que me pergunto se não seria interessante arrumarem outro par romântico para Will, de verdade.

Ainda falando nele, foi excelente a parceria com a coach Bestie. Estou gostando de ver o aproveitamento dela na série, cantando, inclusive. Porém, preciso mesmo é pedir a atenção de todos para uma cena memorável. Bestie é delicada demais ao tirar um frango assado inteirinho de sua sacolinha para o almoço. E ela debulha os pedaços com tanta graça e leveza enquanto convida Will para uma balada country, que não pude deixar esse detalhe escapar.

O diretor Figgins também esteve impagável tentando pronunciar o nome de Ke (símbolo de dinheiro) $ha. Aliás, Britanny estava idêntica a cantora e eu curti a versão, mesmo que Glee tenha se acostumado a ousar pouco com esses grandes sucessos do pop.

Músicas no episódio:

“One Bourbon, One Scotch, One Beer” - Amos Milburn and His Aladdin Chickenshackers (Will Schuester (Matthew Morrison) e Shannon Beiste (Dot Marie Jones))

"Blame It” - Jamie Foxx and T-Pain (New Directions)

"Tik Tok" – Kesha (Brittany (Heather Morris), Santana (Naya Rivera) e New Directions)

"Don't You Want Me” - The Human League (Rachel ( Lea Michelle)e Blaine (Darren Criss))

Comentários
13 Comentários

13 comentários:

Paulo Junio disse...

Esse episódio foi realmente muito bom.
Essa temporada de Glee parece que tomou um gás nessa volta do recesso de feriados.
Espero que continue assim, pois a série pode não ser genial,mas me diverte toda a semana.

até mais

Anônimo disse...

Lea Michele* Adorei a review, realmente, episódio legal.

Anônimo disse...

Adorei o episódio, mas durante a festa só conseguia imaginar o que era aquilo que a Rachel estava usando. Cheguei a conclusão que provavelmente é uma cortina.

jorge disse...

vc só esqueceu de falar da Santana lambendo sal na barriga da Britanny! rs

Rayssa disse...

Eu torço muito por Glee e n poderia estar mais feliz, esse ep foi um dos mais engraçados e bem-feitos da serie ate hj.

vanessa disse...

Mais um bom episodio de glee,pq antes do superbowl tava bem mais ou menos

vanessa disse...

Mais um bom episodio de glee,pq antes do superbowl tava bem mais ou menos

luciana* disse...

tenho um péssimo problema, quando não gosto do ator, pego birra da personagem e simplesmente não suporto matthew morrison e cory monteith. tá osso!

mas gente, acho aquele diretor tão engraçado. hahaha. :)

Camila disse...

Um dos melhores episodios de glee, acho q eles estão melhorando hem rs

Porém eu amo Will e Emma, e nunca toceria para outra composição de pares para eles, eles são perfeitos juntos acho q o grande problema foi que os produtores esqueceram eles por um tempo, glee é uma serie de muitas estórias isso complica :L para mim eles são o unico casal que presta em glee rs

Junno_ disse...

Não se esqueçam: quando estiverem de ressaca, tomem um bloody mary cantem, cantem muito... (kkk achei muito tosco eles estaraem de ressaca e começarem a cantar... ainda mais com toda aquela produção)

Amanda Aguiar disse...

Muito boooom esse episodio! Gostei do review e não posso deixar de postar a origem da expressão "beber feito um gambá": quando alguém quer caçar um gambá, colocasse um pouco de cachaça em um copo perto do bicho. Ele vira o copo e fica instantaneamente bêbado, virando uma presa fácil!


Congrats pelo blog! =)

Mar disse...

Aquela roupa tava ridícula, parecia uma camisola de vovó, mas a festa foi legal, o episódio mostrou os efeitos que o alcool causa em cada pessoa.
Bom, faltou falar da hilária e ridícula música "My Headband" e da cena Brittany/Santana.

Wellington Laurindo disse...

Glee virou uma série que já estava me dando vergonha de assistir além de e irritar, mas nos ultimos episódios eles vêm acertando, esse episódio principalmente foi muito bom, assim como as músicas. Gosto quando glee deixa de ser politicamente correto e tenta ousar tanto no roteiro quanto nas músicas,saiu da linha High School Musical e voltou pra uma coisa mais adulta, ainda mais depois do fiasco Bieber Fever de semana passada. Que venham as Regionais.