domingo, 17 de outubro de 2010

Being Erica 3x04: Wash, Rinse, REPEAT



Por favor, alguém pode me mandar para 2019? Também quero saber se a Erica está viva.

Depois de um episódio como esse, excelente, fica mais do que óbvio que os roteiristas de Being Erica querem brincar com a nossa cabeça. Nós, que já estávamos nos questionando sobre o que de fato está acontecendo com a personagem, ficamos ainda mais confusos. Eu, pelo menos, fiquei. Ou não.

Primeiro, achei que sim, Erica está definitivamente morta e o diálogo dela com Adam era a prova mais clara disso. Quer dizer, ele também passou por uma experiência de “quase-morte” e depois encontrou Dr.Tom no hospital. Aí, logo imaginei que o quase não era quase e que todos os pacientes já morreram mesmo e estão só resolvendo suas pendengas nesse purgatório bizarro.

Já disse e repito: odeio essa ideia. Muito. Muito. Muito. Mesmo. Mas então, eis que o próprio Dr.Tom vai a 2019 checar se Erica está viva. COMO ASSIM? Fico feliz que essa teoria do defunto que resolve os problemas fique de fora, embora isso apenas queira dizer que Dr.Tom também desconhece se ele próprio está vivo ou morto.

Ainda não saquei qual é o motivo dele não poder saber da própria filha. Porque se o estágio três do tratamento exige que a pessoa abra mão de continuar a vida normal, quem vai querer ser terapeuta? Tem alguma coisa aí e estou doida para descobrir. Antes de mudar de assunto, preciso dizer: cara, eu odeio a tal Dr. Naadiah. Ela é muito metelhona e tem alguma mágoa com Dr. Tom. Só não sei o que é. Me aborrece vê-la dedurar tudo que os colegas fazem só para parecer mais correta e mais profissional, como se algum de nós ligasse para ela.

Gostei bastante da reaparição de Kai. Confesso que não ia muito com a cara dele, mas depois acabei curtindo o moço. Pena que ele praticamente falou as mesmas frases várias vezes seguidas, naquele looping sem fim que foi o dia de Erica.

Por algum motivo bizarro e desconhecido, achei Adam mais aceitável. Só que aquele abraço suadinho foi absolutamente desnecessário. Vamos ver o que rola no episódio dele, na semana que vem.

Para Erica, as lições foram muitas. Viver o presente e não se preocupar com prazos de validade, porque de verdade, ninguém sabe quando vai morrer. O aprendizado serviu para o trabalho, para ávida social e para lidar com um novo drama: o câncer da mãe. Sem dúvida, viver um dia cheio de emoções, revelações e surpresas como esse, algumas vezes seguidas, pode trazer alguma perspectiva.
Comentários
4 Comentários

4 comentários:

Mari Bisonti disse...

Eu Adoreei esse episódio.. e também não gosto da idéia de estarem mortos, mas quem sabe se for isso mesmo e fizerem com originalidade, se é que isso é possível, quem sabe? Being Erica já me surpreendeu muitas vezes fugindo do óbvio.
Me acostumei com Adam, mas sou team Kai.. não ligo muito para os outros pacientes, mas se eles estão na mesma terapia, era bom aparecerem..é como se não só os roteiristas, mas o Dr. Tom e os outros também estivessem armando pra Erica ficar com o Adam.


Comentei o episódio aqui:
http://cultmeplease.blogspot.com/2010/10/wash-rinse-repeat.html

Ps.: Se não gostar de merchans, please me avise..na verdade é mais para eu não repetir tudo..mas enfim..let me know

Pedro Paulo disse...

Esse episódio foi muito comovente... a reação da Erica com o câncer da mãe, depois de um dia longo, mas que acabou muito bem, foi comovente... o Adam ficou mais tragável hoje.

Quero que a Erica namore o Kai ou aquele lá que vive viajando (esqueci o nome), que são infinitamente mais carismáticos, o Adam tá muito forçado ele ali.

P.S.: Sinto falta da Judy! Negra linda e que é um grande apoio pra Erica, gosto muito quando ela aparece.

P.S.: Quero que essa Naadyiah (sei lácomo diabos escreve) morra!!!!!!!!! Ô mulher insuportável, cansativa, meu senhor!!! Levou um grande toco do líder lá, bem feito!!!

Thiago Monteiro disse...

Pra mim ele não a encontrou em 2019 porque até lá Erica já havia se tornado uma terapeuta, então provavelmente estaria em "outro lugar" onde ficam os terapeutas :P

wagner disse...

Eu acho que não dá pra Érica estar morta já que as voltas dela ao passado produzem interferências no futuro...como no episódio onde ela perdeu a virgindade por exemplo..ela não apenas reviveu a experiência mas mudou aquele fato e no futuro auqela nova experiência revivida por ela havia sido incorparada a sua história de vida e o mais interessante é que a história original, perder a virgindade para um cara babaca, não se perdeu nas mudanças temporais e ainda faz parte da Érica, que garota foda..perdeu a virgindade duas vezes sem operação...kkkkk
Agora falando sério...seria mais lógico a existência de um universo paralelo e uma Bérica, Cérica, Dérica, do que ela estar morta...