segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Dexter 5x01: My Bad

A Season Premiere mais esperada de Dexter.

Só assim para descrever os longos meses de espera e especulação, que ficaram entre a bombástica finale da 4ª temporada e o início desta. Esse ano não tivemos nem um “vazamento” para aliviar a expectativa e tivemos de esperar até agora para saber o que aconteceria em seguida.

A morte de Rita foi um dos mais arriscados momentos da série, sem dúvida, mas a julgar por esse primeiro episódio, digo que valeu a pena. Sou fã incondicional de Dexter e sempre gostei do padrão estabelecido na série, mas admito que essa mudança só pode vir para melhorar o que já é excelente.

Recomeçar do exato ponto em que paramos e mostrar absolutamente tudo o que aconteceu após o assassinato era mais do que necessário. Dexter não poderia ser poupado. Nós não poderíamos passar sem isso.

O estado apoplético de Dexter diz muito sobre a evolução do personagem. No começo, apenas um serial killer em busca de camuflagem social e agora, um ser humano, capaz de sentir, embora não como as outras pessoas. Não se isso é realmente possível para um psicopata. Provavelmente, não. Mas Dexter nunca foi um assassino comum, afinal de contas.

Toda essa mudança fica muito evidente nos flashbacks, que mostram o primeiro encontro com Rita. Na verdade, Dexter caçava algo e não era um relacionamento estável. Agora, ele é atingido por uma forte culpa e cheguei a pensar que, talvez, ele abandonasse tudo e fosse para longe dali.

Tudo o que ele precisava era descarregar as emoções contidas e claro, nada como um assassinato brutal para libertá-lo e trazê-lo de volta à realidade.

Para mim, esse foi um episódio quase perfeito. Digo quase porque, algumas atuações deixaram a desejar. A cena em que Dexter revela para os pais e os filhos de Rita o que aconteceu me deixou com a impressão de que nenhum deles realmente se importou com a morte dela. Não é de hoje que noto que Astor e Cody não são lá essas coisas e para um episódio normal, onde eles só estão em cena para fazer barulho durante o café da manhã, a atuação deles serve, só que, quando o nível de exigência é maior, a coisa fica devendo. Digo o mesmo sobre os pais de Rita. Praticamente sem reação. E nesse caso é pior ainda, já que eles são atores maduros.

Quanto aos demais, digo que não me choquei ao ver Deb tomando a liderança de tudo e usando sexo como válvula de escape. Muito menos me surpreende que Quinn queira encontrar pistas contra Dexter. Masuka, como sempre, faz os comentários mais apropriados para qualquer ocasião, enquanto Angel e LaGuerta tentam lidar com o fato de que Rita foi morta no momento em que Dexter era padrinho de casamento dos dois.

É claro que o FBI vai mexer muito com essa história e acredito que Dexter será investigado. O que estou pagando para ver é por quanto tempo ele será capaz de deixar suas necessidades de lado, agora que tudo é tão incerto.

O que mais me anima é esse fator surpresa. Não leio spoilers e não faço a menor ideia do que vou encontrar nessa temporada. Quero que cada detalhe me pegue desprevenida e espero ficar de queixo caído, episódio após episódio.
Comentários
5 Comentários

5 comentários:

Tatty disse...

Concordo Camis..
Também não leio spoilers e espero que o Dexter de agora seja o da 1ª temporada onde cada episódio me fazia ansiar pelo proximo..

Não sabia o que esperar dessa temporada, mas o que vi foi um episódio emocionante.. Michael C. Hall atuou perfeitamente!!!

Mas agora ñ sei se quero um Dexter psycho ou se quero um Dexter tentando se encontrar e cuidar da sua família.. Mas espero que o que vier seja com a qualidade que a série sempre me proporcionou!

Lucas disse...

Dexter, enfim Dexter...

corcordo com vc, tenho alguns amigos que estavam na terceira temporada ainda de Dexter mas ja sabiam do final da quarta. Nao vejo muito a graca em ver series assim, a emocao do momento fala mais alto. Mesmo de uma serie tao boa quanto Dexter

tb gostei do epi, tendo em vista que os comecos das temporadas de Dexter sao sempre mornos

Doug! disse...

Essa season premiere foi meio "lentinha", mas realmente boa. Também esperava mais drama na cena em que Dex conta para Astor e Cody sobre Rita. Debra está ótima como sempre e Quinn promete ser o Doakes da temporada.

Espero inquieto para ver como Dexter irá fazer para driblar o FBI, se continuará matando...

Agora só posso aguardar o próximo episódio e pensar nas possibilidades.

fernando disse...

agora q no próximo emmy não vai ter bryan cranston, acho o michael leva o dele!
a julgar por essa premiere, com atuação perfeita e a história mto boa tbm (confesso q tava com medo de colocarem o dexter chorando igual uma garotinha haha)

gabi disse...

Como eu sempre tive repulsa a histórias sobre serial killers, meu namorado me contou o final da 4ª temporada com a minha permissão. Odeio spoiler, nunca leio nada antecipado.
Mas sai do meu padrão e fui ver uma série sobre serial killer e me encantei. Passei a 4ª temporada inteira esperando a morte da Rita, quase acreditei que era mentira.
A série é incrível, episódio 10.
Mas houve um errinho no roteiro. O Dexter viu a Rita depois de testemunhar o casamento, dormiu e acordou umas duas vezes.