terça-feira, 31 de agosto de 2010

The Big C 1x03: There's No C In Team


Quem nunca ouviu falar que todo mundo morre sozinho? Pois em The Big C isso é verdade, pelo menos, até que o cachorro da vizinha descubra que você tem câncer.

Nem vou me estender nos elogios, porque isso já ficando chato. Mais um episódio de altíssima qualidade e cheio de pequenos momentos grandiosos e significativos. Isso basta. O grande C de Cathy continua sendo segredo. Não é que ela queira assim, mas pelo que vimos, não dá para contar com mais ninguém naquela família. Ou dá e a gente não sabe. Apesar de todos parecerem mais preocupados com o próprio umbigo, fato é que Cathy também os subestima. E não é para menos.

O irmão mora numa lixeira. E se você aí acha que toda mulher só pensa em cartão de crédito, descobriu que algumas até pegariam um semi-mendigo. Acho o luxo do lixo (ou seria o lixo do luxo) comer sushi naquela nababesca instalação. O importante é não perder o estilo.

O ex-marido rouba a gaveta de meias, fala meia dúzia de impropérios e monta uma mini praia na sala de estar para pedir Cathy em casamento mais uma vez. Romântico, mas só em pensar no trabalho que vai dar limpar toda aquela areia, o clima realmente vai embora.

O filho (e Cathy que me perdoe) está mais do certo de fugir da bicicleta dupla. Mico de proporções homéricas. Não dá para encarar sem uma dose de tequila antes e eu não recomendaria guiar aquilo com álcool no sangue.

Aí, vem o grupo de apoio. E aqui, eu concordo com Cathy em gênero, número e grau. Câncer não é um presente e chega uma hora em que você só quer extravasar a raiva por viver nessa situação. Até para pensamento positivo existe um limite.

Verdade seja dita, essa ira fez bem à Cathy. Ela saiu do ponto morto, embora possa parecer irônico. O problema é que mesmo sabendo que sim, todo mundo morre sozinho, ninguém quer passar por isso sem ninguém. Especialmente no caso de uma doença como essas, que vai consumindo sua saúde aos poucos.

Cathy nem podia imaginar que alguém já sabia. Seu segredo não era nada para Thomas, o cachorro que provou ter mais sensibilidade que os personagens humanos dessa série. Junto com Thomas, Cathy ganhou Marlene e assim, o time cresce. Parece que, afinal, se você tiver cachorros e vizinhos, jamais morrerá sozinho.

Comentários
6 Comentários

6 comentários:

Diogo Pitta, disse...

Camis, onde você baixou?

Camis Barbieri disse...

Diogo, baixei do http://megarelease.net

Diogo Pitta, disse...

Valeuu! Camis, porque você não cobre Louie? A série é pra poucos, vi no twitter que você assiste. Muito boa.

Mari Bisonti disse...

The Big C é muito bom.! Aliás, adoro o molde de dramédia de mulheres com problemas do Showtime.
Assim como aconteceu com Tony Colette e Eddie Falco, pra mim, essa personagem com certeza vai render prêmioS para Laura Linney, merecidamente.
E assim como as outras duas, The Big C tem ótimos personagens que seguram a série com a protagonista.

Lu VC (@luara_vc) disse...

Por Deus!Bicicleta dupla é top 5 coisas mais loser que já inventaram na face da Terra...hahaha A Laura Linney se supera em cada ep, eu fico besta pensando no qto ela já é dona da Cath. Foi mto foda qdo ela está no grupo e tenta convencer o cara q ela está feliz daquele jeito, sem contar pra ninguém. Ótimo epi. Otimo post

Diogo Pitta, disse...

Valeuu! Camis, porque você não cobre Louie? A série é pra poucos, vi no twitter que você assiste. Muito boa.