quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Chuck 4x06: Chuck Versus the Aisle of Terror


Chuck fez de novo. No mau sentido.

Nem sei o que dizer. Essa temporada de Chuck está um horror de tão ruim e estou super desanimada para continuar. Honestamente, não sei o que aconteceu, mas acho que a história está tão batida, que não agüento mais esse arroz com feijão que não tem tempero nenhum.

A trama da mãe espiã, convenhamos, é uma porcaria e quando resolvem usá-la como arco central da temporada então, nem se fala. Pior é sabe que teremos mais uns 20 episódios disso. Não sou capaz de suportar e se eu não conseguir agüentar o próximo, estarei encerrando as atividades.

Não pensem que estou feliz dizendo isso. É totalmente o oposto. Chuck já esteve entre as mais aguardadas da semana e atualmente, eu apenas adio o quanto posso e vou empurrando com a barriga.

Mas, falando desse episódio em si, quanta bobagem, não? Aquele reencontro com a mãe foi uma das piores coisas que já vi, e nem estou contando a óbvia rivalidade entre Sarah e a sogra. Nem mesmo o gás do medo e a temática de Halloween salvaram, até porque, conseguiram realmente me enojar com Lester e sua dança descamisada.

O fato de terem convidado Freddy Krueger em pessoa foi, ao menos, um ponto positivo. Para quem não notou, Robert Englund, o ator do clássico Hora do Pesadelo, era o Dr. Stanley Wheelwright, criador do gás do medo. Mas, como Jeff e Lester comandaram esse Dia das Bruxas na Buy More, parece que bebês vestidos de caracol são algo aterrorizante, assim como pessoas idosas e lontras. No meu caso, digo que realmente assustadora é a qualidade dos episódios de Chuck. Se eu fui afetada pelo tal gás, por favor, me enviem o antídoto o quanto antes.
Comentários
3 Comentários

3 comentários:

João Paulo C F Longo disse...

Estava disposto a amaldiçoar esse episódio até... ver Yvonne Strahovski naquela roupinha de recepcionista do restaurante :)

Isso é raro de acontecer comigo, mas a Sarah e eu temos uma ligação. Por isso decreto que esse episódio foi regular, tendendo para o bom devido as aparições da minha Barbie.

Breno disse...

Não achei tão ruim assim nao.
Mas tambem não gostei igual o Thiago leal, assisti o episódio depois de ler a sua review e a dele, confesso que fiquei curioso com o epsodio, de um lado vc odiando e do outro ele amando, hahaah eu achei mais pro lado do ruim..

João Paulo C F Longo disse...

Estava disposto a amaldiçoar esse episódio até... ver Yvonne Strahovski naquela roupinha de recepcionista do restaurante :)

Isso é raro de acontecer comigo, mas a Sarah e eu temos uma ligação. Por isso decreto que esse episódio foi regular, tendendo para o bom devido as aparições da minha Barbie.