sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Cougar Town 2x01: All Mixed Up


Cougar Town foi, talvez, a comédia mais criticada do ano passado. Ninguém deu folga para Courteney Cox e seus exageros de atuação, mas a série resistiu à maldição de Friends e retornou para uma Season Premiere onde os velhos amigos não foram deixados de fora.

Até pouco tempo eu achava que era a única pessoa do mundo a rir feito um pônei (não me perguntem como pôneis riem, mas a comparação é essa) de todas as piadinhas de Cougar Town. Agora, sei que não estou sozinha e que muito mais gente gostou dessa Season Premiere tanto quanto eu.

Não é que tenham feito algo extraordinário. O roteiro continua com o mesmo estilo e mesmo ritmo, mas é tão familiar e tão cheio de cretinice, que não restam alternativas além de assumir o quanto tudo isso me diverte. Ah, sim. Não posso esquecer de citar a participação tão anunciada de Jennifer Aniston, que encarnou Glenn, a terapeuta de Jules, que deveria ser internada em um hospício, mas só depois da 1ª comunhão de Gabriel. Afinal, ninguém iria permitir que ela perdesse esse evento que só acontece uma vez na vida dos nossos amados cãezinhos. Gostei bastante de ver as duas mais uma vez atuando juntas, mas devo ser justa com o elenco habitual da série, que estava afiadíssimo.

O jogo dos filmes é uma idéia a ser copiada. Tão calhorda que merece nossa tentativa, especialmente se for para jogar bebendo litros de vinho. Só não recomendo muito o jogo do sonâmbulo, porque ninguém merece ficar com aquela cara de mendigo do Travis.

Um dos momentos épicos do episódio veio de Bobby, com a imitação da tirada de óculos mais executada da TV. David Caruso que se cuide. Depois, é impossível não rir daquele cachorro imenso trazendo cervejas, tendo um abridor de garrafas acoplado na coleira. Piada pronta.

Por alguns minutos eu temi que caíssem no erro de, já nesse retorno, iniciar uma crise entre Jules e Grayson. Não duvido que isso aconteça, mas acho desnecessário. Acredito que Cougar Town chegou a um momento estável. O elenco está mais do que à vontade e a interação deles funciona muito bem. Acho ótimo quando incitam o público não apenas com as falas, mas com a linguagem corporal dos atores e mesmo que muita gente ainda ache tudo forçado, eu gosto e vou em frente. Cougar Town adotou esse estilo e acho que ele cabe perfeitamente. Quem quiser mudá-lo, vai ter que encarar o desafio e abraçar Andy sem camisa até que ele desista por achar você grudento demais.

Comentários
3 Comentários

3 comentários:

Bruno disse...

Concordo com tudo Camis, adoro Cowgar Town e não tenho vergonha de admitir. Só não eskeçamos do momento Barb da semana...

"Acabei de me esfregar num indiano todo suado."
"Não sabia q vc fazia yoga Barb"
"E quem disse que eu faço yoga."

Muito bom...hauhauhauha

Mafi disse...

Eu admito, odiei a 1ª temporada de Cougar Town nao suportei, nao me fez rir sinceramente! a série continua no mesmo estilo? Sou capaz de dar uma segunda oportunidade!

Andrew Maxwel disse...

E eu caí mais uma vez nas armadilhas de Cougar Town e enquanto tiverem participações de ex-Friends vou continuar caindo. Só assim pra eu ver a série. A única piada que funcionou pra mim foi o (Still) no título na abetura.